MONTRA (24.06.2017)
DESCRIÇÃO PREÇO
11310

AGOSTINHO (JOSÉ) - O HOMEM EM PORTUGAL
Livraria Figueirinhas - Editora. Porto. 1908. In-8º de 406 págs. Br.
1ª edição.
Obra publicada sob o pseudónimo de Victor de Moigénie e que constitui uma crítica social e política ao ambiente nacional vivido nos últimos anos da Monarquia.
Miolo em bom estado geral de conservação; capas da brochura fragilizadas.
Pouco vulgar.

15,00 €
8949

ANALES DU XII CONGRÉS ARCHÉOLOGIQUE ET HISTORIQUE
I Volume [& 2º Volume]. Malines 1897.
Fédération Archeólogique & Historique de Belgique. Godenne, Imprimeurs-Editeurs. 1898. 2 vols. In-4º de 574-II págs. no total. Enc.
Colaboração de vários investigadores.
Encadernações novas em percalina. Conservam as capas das brochuras e só estão aparados ligeiramente à cabeça.
Conjunto em bom estado de conservação, apresentando alguma normal acidez e sinais do tempo.

50,00 €
2230

ÂNGELO (ADELINO) - ADELINO ÂNGELO: 50 ANOS DE PINTURA
Carta-prefácio de Pierre Lazareff.
SOLIVROS DE PORTUGAL. Trofa. S/d. In-fólio de 240 págs. Enc.
Luxuoso álbum esmeradamente impresso sobre papel couché, reproduzindo a cores mais de 100 obras de mestre Adelino Ângelo. Textos bilingues, em português e inglês, da autoria de Pierre Lazareff, Carlos Camposa e Sérgio Mourão.
O nosso exemplar pertence à "EDIÇÃO ESPECIAL DE CINQUENTA EXEMPLARES, NUMERADOS E ASSINADOS PELO O PUNHO DO PINTOR, ASSINALANDO OS SEUS 50 ANOS DE PINTURA" (ex. nº 44).
Em excelente estado de conservação, como novo.

200,00 €
9642

ARAGÃO (MAXIMIANO D') - GRÃO-VASCO OU VASCO FERNANDES
Principe dos Pintores Portuguezes. Reivindicação da sua personalidade; authenticidade da sua obra prima - S. PEDRO; o que se disse e escreveu acerca d'elle; originalidade dos seus quadros; merecimento d'estes, segundo nacionaes e estrangeiros.
1900. Typographia Popular da Liberdade. Vizeu. In-8º gr. de 140-III págs. Enc.
Maximiano de Aragão (1853-1929) foi um ilustre estudioso da cidade e do distrito de Viseu. É da sua autoria a mais completa monografia escrita sobre a cidade de Viseu e também um dos mais conceituados estudos, o que aqui apresentamos, sobre a vida e obra de Grão Vasco. Efectivamente é Maximiano de Aragão o primeiro autor a provar documentalmente a existência real do mítico pintor viziense.
Com dedicatória impressa "A Sua Magestade El-Rei o Senhor D. Carlos".
Introdução de Thomaz Ribeiro.
Boa encadernação com lombada e cantos em pele estando aquela decorada com ferros e dizeres a ouro. Mantem as capas da brochura e está apenas ligeiramente aparado e carminado à cabeça.
Miolo algo fragilizado bem como as capas que apresentam algumas imperfeições, marcas do tempo e pequenos restauros.
Exemplar VALORIZADO COM DEDICATÓRIA DO AUTOR.
INVULGAR.

60,00 €
11254

ARISTÓTELES - A// POETICA// DE// ARISTOTELES// TRADUZIDA// DO GREGO EM PORTUGUEZ
LISBOA// Na Regia Officina Typografica// Anno de MDCCLXXIX [1779]. In-8º de LV-I-132-IV págs. Enc.
1ª edição portuguesa, de tradução anónima, mas atribuída a Ricardo Raimundo Nogueira e a introdução a António Ribeiro dos Santos.

De GreciaAntiga.org retirámos as seguintes indormações:

"A Poética [segue-se o título em grego antigo] é um dos mais influentes - e controvertidos - textos legados pela Antiguidade. Nele, Aristóteles analisou e sistematizou, pela primeira vez, o formato e a estética de dois importantes géneros literários gregos, a tragédia e a epopeia; com isso, praticamente fundou a disciplina conhecida atualmente por "teoria literária".

"O tratado pertence, aparentemente, à categoria dos escritos esotéricos ("internos"); evidências presentes na Poética em outras obras aristotélicas, notadamente a Retórica e a Política, situam a data de criação por volta de -334. Aparentemente, o filósofo ocupara-se de questões literárias anteriormente, a julgar pelo título de um diálogo perdido, [segue-se título em grego antigo] (Sobre os Poetas).

"Originalmente, a Poética compreendia dois volumes, dos quais apenas o primeiro chegou até nós. Há evidências de que o volume perdido tratava da poesia iâmbica e da comédia. A perda ocorreu, provavelmente, antes do século VI.

"Menção à parte merecem os estudos e comentários sobre a Poética efetuados pelos eruditos do Renascimento. O irlandês Jonathan Swift, nas Viagens de Gulliver (cap. 8, 1726), afirmou jocosamente que os comentadores de Aristóteles eram tão numerosos que não cabiam em uma sala, e centenas tinham que esperar "no pátio e nas salas exteriores do palácio" do governador de Glubbdubdrib... Ironias à parte, eles muito contribuiram para a divulgação das doutrinas aristotélicas no Ocidente.

"O texto expõe, de forma ordenada e coerente, as ideias do filósofo sobre a composição poética; dado, porém, seu caráter expositivo, semelhante ao de uma preleção oral, não é de estranhar que apresente incoerências, lacunas e obscuridades, alimento fecundo de controvérsias que já duram séculos...".

Encadernação oitocentista inteira em pele, com a lombada decorada com 4 nervuras e os dizeres inscritos a ouro sobre rótulo de pele negra.
Miolo em perfeito estado de conservação, exibindo um papel ainda muito branco e "cantante"; a lombada da encadernação tem algumas falhas mas, mesmo assim, apresenta-se com bom aspecto.
RARO.

VENDIDO
9676

ARTHUR (RIBEIRO) - ARTISTAS CONTEMPORANEOS
2ª serie.
Lisboa. Livraria Ferin. MDCCCXCIII [1898]. In-8º de 271-V págs. Enc.
Trata-se apenas do 2ª volume desta estimada obra de Ribeiro Arthur, composta por 3 volumes editados entre 1896 e 1903. Nesta presente série traçam-se os perfis de Alfredo Keil, Roque Gameiro, António Motta, Teixeira Lopes, Adães Bermudes, Celso Herminio, João Vaz, Leandro Braga, Luciano Freire e Bordallo Pinheiro. Num segundo capítulo, de "Notas e Impressões", descrevem-se "a Egreja da Flor da Rosa", o Concurso de Payzagem para professor da Escola de Bellas-Artes de Lisboa", "o Concurso de Pintura Historica para professor da Escola de Bellas-Artes de Lisboa", "a Decoração da Cervejaria Jansen", "o Grande Hotel Monumental do Bussaco", etc.
Bartolomeu Sesinando Ribeiro Arthur (1851-1910) foi Oficial do Exército Português, pintor e crítico literário e artístico, autor de numerosa obra publicada.
Excelente encadernação com lombada e cantos em pele. Conserva as capas da brochura e está apenas ligeiramente aparado e tintado à cabeça.
Em bom estado de conservação e com bonito ex-libris de posse.

50,00 €
6611

BARREIROS ( G. BONFIM) - JANELAS PORTUGUESAS
Prefácio de Reynaldo dos Santos [no segundo volume: Prefácio de Eugénio de Andrea da Cunha e Freitas]
Livraria Galaica. Porto. [1959 & 1961]. 2 vols. In-4º gr. de 95-I e 91-III págs. Br.
Importante estudo sobre janelas antigas no norte de Portugal.
Ilustrado com várias fotografias e desenhos, estes da autoria de Fernando Galhano, Domingos Pinho (apenas no 2º vol.) e Isolino Vaz.
Obra muito invulgar sobretudo quando com os dois volumes reunidos.
Bons exemplares, em óptimo estado de conservação.
O 2º volume tem DEDICATÓRIA INTIMISTA DE DOMINGOS PINHO, "TRINTA E SEIS ANOS DEPOIS DESTES RABISCOS".

140,00 €
6997

BARREIROS (MANUEL DE AGUIAR) - NOSSA SENHORA NAS SUAS IMAGENS E NO SEU CULTO NA ARQUIDIOCESE DE BRAGA
Edição da Revista "Opus Dei". Braga. 1931. In-4º de 147 págs. Br.
Estudo de mérito, impresso em bom papel, de cuidado grafismo e ilustrado com 16 belas estampas fotográficas impressas em folhas à parte.
Bom exemplar.

30,00 €
8563

BARREIROS (P. MANUEL DE AGUIAR) - EGREJAS E CAPELAS ROMANICAS DA RIBEIRA LIMA
Edições Marques Abreu. Porto. 1926. In-4º. de 94-II págs. de texto. Br.
Obra de referência, ilustrada com cerca de 70 soberbas fotogravuras com a qualidade habitual de Marques Abreu, impressas em folhas à parte e sobre papel couché. Inclui ainda mapas de duas folhas e plantas de interiores dos monumentos.
Em bastante bom estado de conservação.
Encadernação simples em material sintético, conservando a capa anterior da brochura.
Este exemplar PERTENCEU AO 4º CONDE DE MAFRA, D. THOMAZ DE MELLO BREYNER (1866-1933), DO QUAL OSTENTA UMA ASSINATURA NA CAPA, DATADA DE LISBOA 1927 E UMA OUTRA NO FRONTISPÍCIO.
O conde foi médico pessoal do rei D. Carlos e das últimas rainhas de Portugal, D. Maria Pia e D. Amélia. Após a revolução de 1910 manteve o seu título e suas convicções monárquicas, tendo colaborado em várias publicações periódicas.

100,00 €
1680

BARREIROS (P. MANUEL D'AGUIAR) - ELEMENTOS DE ARCHEOLOGIA E BELLAS ARTES
Obra illustrada com 336 gravuras.
Impressa e editada pela Imprensa Henriquina. Braga. 1917. In-8º gr. de 417 págs. Enc.
Obra de referência.
Encadernação antiga com lombada e cantos em pele. Não conserva as capas de brochura.

40,00 €
406

BARUTEL (R. P.) - SERMONS, PANÉGYRIQUES ET DISCOURS PAR...
A Toulouse Chez D. Desclassan. MDCCLXXXVIII. 3 vols. In-8º de VI-368+IV-388+IV-389-VII págs. Enc.
Encadernações antigas inteiras de pele com lombadas decoradas com ferros a ouro.
Os dois primeiros volumes encontram-se em óptimo estado de conservação; o terceiro tem bastantes picos de traça que, apesar de tudo, quase não ofendem a mancha tipográfica

100,00 €
1500

BASSET (N.) - GUIDE PRATIQUE DU FABRICANT DE SUCRE
Contenant l'étude théorique et téchnique des sucres de toute provenance, la saccharimétrie chimique et optique, le description et l'étude culturale des plantes sacchariéres, les procédés usuels et manufacturiers de l'industrie sucriére et (...)
Paris. Librairie du Dictionnaire des Arts et Manufactures. 1872 [a 1875]. 3 volumes. In-8º de 790 + 858-I + 848 págs. Enc.
Assuntos tratados: 1º vol. Etude des sucres. Culture des plantes sucriéres; 2º vol. Fabrication industrielle du Sucre; 3º vol. Fabrication industrielle du Sucre. Raffinage.
Obra de referência, profusamente ilustrada.
Encadernações da época em pele, com algum desgaste dos dourados. Bom estado geral de conservação.
Todos os volumes têm ex-libris de posse e dois velhos carimbos, um de um antigo proprietário da Cidade da Praia, Cabo Verde, e outro da livraria Académica, Porto.
Raro.

300,00 €
10412

BAYARD (ÉMILE) - L'ART DE RECONNAITRE LES STYLES
Paris. Librairie Garnier, Fréres. S/d [anos 20 do séc. XX]. 9 vols. In-8º de 316 + 343-I + 287-I + 287-I + 214-I + 298-II + 246 + 374-I + 458-I págs. Enc.
Sub-títulos: "Louis XIII", "Louis XIV", "Régence et Louis XV", "Louis XVI", "Le style moderne", "Le style renaissance", "Le style Flamand et Hollandais", "Le style Empire" e "Architecture - Ameublement".
Obra de referência ilustrada com milhares de desenhos e fotografias ao longo do texto.
Encadernações antigas com lombadas e cantos em pele. Todos os volumes conservam as capas das brochuras.
Bonito conjunto e em bom estado geral de conservação. Acidez ocasional e normais sinais do tempo.

250,00 €
8539

BEAUDOUIN (FRANÇOIS) - LES BATEAUX DU DOURO
Études des origines.
Junta Distrital do Porto. Museu de Etnografia e História. S/d. In-8º de 90 págs. Br.
Do Prefácio de Fernando de Castro Pires de Lima: "François Beaudouin, com este seu estudo das origens dos barcos do Douro, que o Prof. Octávio Lixa Filgueiras reviu e anotou, traz-nos um contributo importantíssimo para a solução, entre outros, de um problema que, desde sempre, apaixonou os etnógrafos: o barco rabelo".
Em bom estado de conservação.

30,00 €
6479

BÉNÉZIT (E.) - DICTIONNAIRE CRITIQUE ET DOCUMENTAIRE DES PEINTRES, SCULPTEURS, DESSINATEURS & GRAVEURS
Tome premier A-C [Tome second D-K & Tome troisiéme L-Z]
Paris. R. Roger & F. Chernoviz, Éditeurs. 1911. 3 vols. In-4º de XI-I-1056 + 822-VI + 1160 págs. Enc.
Obra monumental de Emmanuel Benezit (1854-1920) composta, nesta sua 1ª edição, por 3 volumes e profusamente ilustrada em "hors-texte". Actualmente as edições deste dicionário de arte já vão nos 14 volumes.
Boas e sólidas encadernações inteiras em pele, que julgamos serem de origem. Capas das brochuras conservadas e ligeiramente aparadas apenas à cabeça.
Exemplares em bom estado de conservação, com ínfimos sinais da sua idade. O 3º vol. tem a 2ª folha (de publicidade) solta.
INVULGAR.

VENDIDO
9157

BERNARDES (MANUEL) - NOVA// FLORESTA,// OU// SYLVA DE VARIOS APOPHTHEGMAS, E DITOS// SENTENCIOSOS ESPIRITUAES, & MORAES;// COM REFLEXOENS,// EM QUE O UTIL DA DOUTRINA SE ACOMPANHA COM O VARIO DA// ERUDIÇÃO ASSIM DIVINA COMO HUMANA://
OFFERECIDA, & DEDICADA// A SOBERANA MÃy DA DIVINA GRAÇA// MARIA// Santissima Senhora a Nossa// PELO PADRE MANOEL BERNARDEZ// da Congregaçaõ do Oratorio de Lisboa.// PRIMEIRO TOMO [a QUINTO TOMO]// [grav. reproduzindo o emblema da Cong. do Oratório]//
LISBOA// Na Officina de VALENTIM DA COSTA DESLANDES, Impressor de Sua Magestade. Anno M.DCCVI [1706 a 1728]. 5 vols. In-8º gr. de XVI-496, IV-412, IV-538, XII-550 e VIII-556 págs. Enc.
Trata-se da primeira edição de uma das obras mais estimadas da literatura portuguesa barroca setecentista, da autoria do padre Manuel Bernardes (1644-1710).
O 3º tomo indica como impressor "Officina Real DESLANDESIANA; os 4º e 5º tomos "Officina de JOSEPH ANTONIO DA SYLVA". Sabe-se, pois, que os 2 últimos tomos, impressos vários anos depois dos três primeiros, foram de iniciativa de José António da Silva, que também procedeu a uma reimpressão dos anteriores.
Elegantes encadernações antigas, inteiras em pele, com as lombadas decoradas com ferros a ouro, 4 nervuras e dizeres inscritos também a ouro sobre rótulos em pele vermelha.
Conjunto em bastante bom estado de conservação para uma obra três vezes centenária, a nível do miolo e encadernações; o 1º vol. tem pequena, bonita e antiga assinatura de posse no frontispício, 10 págs. a meio do volume sublinhadas e anotadas a tinta lilás e ocasionais e breves sublinhados com a mesma tinta; o 2º vol. tem raros sublinhados quase sempre a tinta preta já muito desvanecida; o 3º vol. tem antiga mancha de humidade já muito desvanecida e que afecta o canto inferior direito das últimas 25 folhas; o 4º vol. tem a mesma bonita e discreta assinatura do 1º tomo e antriga mancha de humidade muito desvanecida que afecta as últimas folhas; o 5º e último volume tem antiga e pequena assinatura de posse no canto superior direito do frontispício, ínfimos vestígios de xilófagos nas folhas centrais que não ofendem a parte impressa e pequenas manchas antigas de humidade nas primeiras e últimas folhas. Por último, todos os tomos estão ligeiramente aparados, como era costume na época, mas mantendo boas margens. O 4º tomo tem mancha na lombada da encadernação (ver foto).
Mesmo com os ínfimos defeitos descritos, trata-se de uma bela e RARA obra, que poucos coleccionadores do livro antigo têm o grato prazer de possuir.

750,00 €
10334

BOLETIM DA ASSOCIAÇÃO DOS ARQUEÓLOGOS PORTUGUESES
(Fundada em 1863). Volume I. Fasciculos 1 a 22. Novembro de 1931 a Dezembro de 1935.
Lisboa. In-4º peq. de 174 págs. Enc.
Interessante boletim da Associação dos Arqueólogos Portugueses, cujo presidente de honra era o Professor Dr. José Leite de Vasconcelos.
Encadernação modesta em material sintético sem quaisquer dizeres. Com carimbos a óleo da Sociedade de Estudos da Colónia de Moçambique.
Exemplar em bom estado geral de conservação, apresentando alguns normais sinais do tempo e antiga mancha de humidade nas 3 primeiras e última folha do volume.
INVULGAR.

40,00 €
8292

BONAPARTE (NAPOLEÃO) - MACHIAVEL// COMMENTÉ// PAR N[APOLÉ]ON BUONAPARTE.
Manuscrit trouvé dans le carrosse de Buonaparte,// aprés la bataille de Mont-saint-Jean, le 18 Juin 1815.
De l'Imprimerie de C.-F. Patris. PARIS, H. Nicolle, a la Librairie Stereotype. MDCCCXVI [1816]. In-8º gr. de LXXXII-335-I págs. Enc.
Segundo o "Dictionnaire des Anonymes, nº10, 655", esta tradução de "O Príncipe" de Maquiavel (1469-1527) é da autoria de Aimé Guillon de Montléon (1758-1842). O texto de Maquiavel é então apresentado nas colunas da esquerda sendo os supostos comentários de Napoleão nas da direita.
Erros de paginação sobretudo nas primeiras folhas com numeração romana, mas completo.
Bonita e sólida encadernação inteira em pele, concebida ao gosto setecentista.
Exemplar de um modo geral em bom estado de conservação, tendo em atenção a sua idade. Apresenta falhas de papel que não afectam a mancha impressa, no anterrosto, rosto, primeiras quatro e últimas duas folhas, e que foram profissionalmente restauradas. Pequeno trabalho de traça entre as págs. 55 e 81 e que foi parcialmente restaurado.
1ª edição, RARO.

VENDIDO
10181

BOUCHER (PIERRE B.) - INSTITUTION AU DROIT MARITIME
Ouvrage complet sur la Législation maritime, ayant pour base l'Ordonnance de 1681, à laquelle sont adaptées les Lois de l'ancien et du nouveau régime; des Réflecions, des Jugemens (...).
A PARIS. Chez Levrault, Schoell et Compagnie. An XII [1803]. In-4º gr. de LVI-809 págs. Enc.
1ª edição.
Encadernação antiga inteira em pele com imperfeição na parte superior e falta do rótulo onde estariam inscritos os dizeres.
Miolo de um modo geral em bom estado de conservação; as últimas folhas apresentam pequeno trabalho de traça que nunca ofende a mancha tipográfica.
RARO.

200,00 €
4898

BOUILLAUD (JEAN-BAPTISTE) - TRAITÉ CLINIQUE DES MALADIES DU COEUR
Précédé de recherches nouvelles sur l'anatomie et la physiologie de cet organe. Avec des planches.
BRUXELLES. H. Dumont, Libraire-Éditeur. 1836. In-8º gr. de 387 págs. e 3 gravuras. Enc.
Obra de referência no campo da cardiologia.
Primeira edição belga; a edição primitiva francesa foi dada à estampa no ano anterior, 1835, em 2 volumes.
Ilustrada com 3 gravuras desdobráveis e de grandes dimensões.
Bela encadernação oitocentista com lombada em pele, decorada com 4 nervuras, dizeres e ferros a ouro. Corte das folhas marmoreado.
Exemplar em excelente estado de conservação.
RARO.

250,00 €
7118

CARITA (HELDER) & CARDOSO (HOMEM) - ORIENTE E OCIDENTE NOS INTERIORES EM PORTUGAL
Livraria Civilização Editora. S/d. In-4º gr. de 288 págs. Enc.
Bela edição bilingue impressa sobre bom papel, numerada e assinada pelos autores e ilustrada com as soberbas fotografias de Homem Cardoso.
Encadernação editorial em linho com sobrecapa de protecção a cores.
Exemplar em perfeito estado de conservação, apresentado dentro de caixa protectora.

40,00 €
11069

CASTELINHO (JOAQUIM A.) - S. PEDRO DE MÓS DO DOURO
Monografia Histórica.
Edição do Autor. Porto. 1976. In-8º de 200-IV págs. Br.
2ª edição.
Estudo de grande interesse local, ilustrado com várias fotogravuras ao longo do texto.
Em bom estado de conservação.

15,00 €
2349

CASTRO (ANTÓNIO OSÓRIO DE) - OS PAINEIS DO MUSEU DE LISBOA E D. CARLOS DA CATALUNHA
Livraria Civilização Editora. Porto. 1988. In-4º de 298-II págs. Enc.
Importante estudo sobre os Paineis do Museu de Arte Antiga de Lisboa, numa edição de primoroso aspecto gráfico, impressa em bom papel e ilustrada com várias dezenas de reproduções a preto e a cores.
O nosso exemplar pertence à rara série especial para coleccionadores, de apenas 150 exemplares, numerados e assinados pelo autor, encadernados em carneira e apresentados em elegante caixa forrada a tecido e decorada com um ferro a seco.

VENDIDO
8659

CASTRO (FERREIRA DE) - AS MARAVILHAS ARTÍSTICAS DO MUNDO
I VOLUME [a III VOLUME].
Guimarães & Cª - Editores. 1970 a 1971. 3 vols. In-8º gr. de 405-III + 407-I + 433-III págs. Br.
Esmerada edição de uma das mais estimadas obras literárias de Ferreira de Castro, ilustrada com belas estampas a cores impressas em folhas à parte.
Título publicado na série "Obras Completas".
Conjunto em excelente estado de conservação, inteiramente por abrir.

60,00 €
11307

CAYOLLA (JOSÉ D'ALMEIDA) - O FIM DO POÇO
Poemas.
[Edição do autor]. Porto. 1953. In-8º de 61-III págs. Br.
Livro de poesia de José d'Almeida Cayolla (1932-1998), actor, encenador e poeta. Capa de Meneses.
Exemplar em bom estado geral de conservação; o frontispício tem grande falha de papel no canto inferior direito mas que não ofende a mancha impressa.
Valorizado com enorme dedicatória de duas páginas.

20,00 €
4557

CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE AMADEO DE SOUZA CARDOSO
1887 - 1987.
Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa. 20 de Julho de 1987. [Agapê - Estúdio Gráfico, Lda]. In-4º gr. de 634-II págs. Br.
Monumental, luxuoso e completíssimo catálogo e inventário da obra do grande pintor português, resultante da maior exposição de sempre levada a efeito pela Gulbenkian.
Edição de grande qualidade gráfica, em excelente papel e com vasto documentário fotobiográfico relativo a Amadeo, além de centenas de estampas reproduzindo pinturas e desenhos do pintor.
Textos de Sommer Ribeiro, Paulo Ferreira, Fernando de Azevedo, António Cardoso e António Rodrigues.
Obra muito invulgar e justamente procurada por bibliófilos e estudiosos da obra do artista.
O nosso exemplar apresenta alguns sinais de manuseamento ao nível da lombada e tem vestígios de dobra no canto superior direito da capa anterior da brochura. O miolo está impecável.

200,00 €
5730

CHAVES (LUÍS) - OS BARRISTAS PORTUGUESES
(Nas escolas e no povo).
Coimbra. Imprensa da Universidade. 1925. In-8º gr. de 110-II págs. Br.
Estudo de referência ilustrado com 17 estampas impressas sobre papel couché e em folhas à parte.
Do Índice: "A arte do barro", "Do auto ao presépio", "Os presépios", "Os artistas dos presépios", "Os bonequeiros populares", "A genealogia dos santeiros de Extremós", "Caricatura" e "Figuras para adôrno, etc".
Excelente exemplar.

50,00 €
10949

COELHO (FRANCISCO ADOLFO) - OS CIGANOS DE PORTUGAL
Com um estudo sobre o calão. Memória destinada à X sessão do Congresso Internacional dos Orientalistas. Por...
Lisboa. Sociedade de Geographia de Lisboa. Imprensa Nacional. 1892. In-4º de IV-302-II págs. Enc.
1ª edição deste estudo ainda hoje de referência de Adolfo Coelho (1847-1919), ilustrado com 7 fotogravuras em "hors-texte".
Elegante e sólida encadernação com lombada e cantos em pele. Conserva as capas da brochura e está apenas ligeiramente aparado e tintado à cabeça.
Bom e belo exemplar, com pequeno carimbo de posse a óleo da biblioteca de Ricardo Severo.
MUITO INVULGAR.

VENDIDO
6468

COLLECTION J. ARROYO: VENTE D'OBJECTS D'ART ET DE MOBILIER ANCIEN
Catalogue. Lisbonne - 2, Rue Santo Antonio dos Capuchos.
Imprimerie d' "A Editora". 1905. In-4º de 163-VIII págs. Enc.
Catálogo da excelente colecção Arroyo, constituída por centenas de preciosos lotes de mobiliário, porcelana, pintura, etc.
Ilustrado ao longo do texto e em folhas à parte.
Bonita encadernação antiga com lombada e cantos em pele. Não conserva as capas da brochura.

50,00 €
8411

COUTO (JOÃO) & GONÇALVES (ANTÓNIO M.) - A OURIVESARIA EM PORTUGAL
Livros Horizonte. Lisboa. 1960. In-4º gr. de 186-II págs. e CXXX estampas. Enc.
Obra de referência, ilustrada com 130 estampas em papel couchê, reproduzindo belas peças executadas entre os séculos XII e XVIII.
Encadernação antiga com bonita lombada em pele. Conserva as capas da brochura e está apenas ligeiramente aparado e carminado à cabeça.
Exemplar de um modo geral em bom estado de conservação; as folhas finais das estampas têm vestígios de humidade que afectam a sua parte inferior sem no entando atingir a mancha impressa. Com bonito ex-libris de posse.

50,00 €
3494

CROS (JOÃO DU) - LIVRO DO ARMEIRO-MOR
Organizado e iluminado por João du Cros e Precedido de um Estudo de António Machado de Faria Académico Correspondente.
Academia Portuguesa de História. Lisboa. MCMLVI [1956]. In-4º gr. de 291-I págs. das quais 128 são reproduções dos brasões. Enc.
Primeira edição do manuscrito iluminado quinhentista, geralmente atribuído a João du Cros, ilustrado com centenas de soberbas reproduções a cores de antigos brasões.
Encadernação editorial. Inclui caixa de protecção em cartão.
Tiragem limitada a 500 exemplares.
Em perfeito estado de conservação.
INVULGAR.

600,00 €
11131

CUTILEIRO (ALBERTO) - A VIDA FAUSTOSA DAS GALEOTAS REAIS
Subsídios para a história das antigas embarcações da Casa Real Portuguesa que se guardam no Museu da Marinha. Por....
Centro de Estudos de Marinha. Lisba. 1972. In-8º gr. de 33-IV págs. de texto e 31 folhas de fotogravuras. Br.
Meritório estudo sobre um tema em que não abunda a biliografia, ilustrado com várias dezenas de fotografias a negro das antigas galeotas reais.
Exemplar em bom estado geral de conservação. Vestígios de assinatura de posse ou dedicatória, rasurada, no frontispício.
INVULGAR.

VENDIDO
3121

DELAMBRE (M.) [JEAN-BAPTISTE-JOSEPH] - ASTRONOMIE THÉORIQUE ET PRATIQUE
Tome premier [& Tome second]
PARIS, Mde. Ve Courcier, Imprimeur-Libraire pour les Mathématiques. 1814. 2 vols. In-4º de LXIV-586-XI planches + 622-II-VIII planches.Enc.
Jean-Baptiste-Joseph Delambre (1749-1822) foi um dos maiores astrónomos do seu tempo, tendo publicado várias obras de referência: "Histoire de l'astronomie ancienne" (2 vols., 1817); "Histoire de l'astronomie au moyen âge" (1819); "Histoire de l'astronomie moderne" (2 vols., 1821); "Histoire de l'astronomie au XVIII siècle", (1827); "Abrégé d'astronomie" (1813); "Astronomie théorique et pratique" (1814).
Obra ilustrada com várias gravuras desdobráveis.
Tratam-se dos dois primeiros volumes de um total de 3 editados. Os nossos exemplares têm todas as gravuras originais (19 ao tôdo) e em bom estado de conservação.
A cotação internacional desta obra, quando completa, é na ordem dos €2.000. O nosso preço , reflete a falta do 3º volume.
Bonitas encadernações da época, inteiras em pele.
Exemplares em bom estado de conservação; o miolo tem alguma acidez normal e as encadernações têm algumas falhas e defeitos.
Primeira edição, rara.

500,00 €
11084

DESHAIRS (LÉON) [DIR.] - L'ART DES ORIGINES A NOS JOURS
Préface de PAUL LÉON. Tome Premier. 913 gravure. 6 hors-texte en couleurs [& Tome Seconde. 986 gravures. 6 hors-texte en couleurs].
Librairie Larousse. Paris. S/d [1932 e 1933]. 2 vols. In-fólio de VI-II-424 + 436 págs. Enc.
História monumental de arte, ainda hoje de referência, abrangendo: "L'Art Antique [L'Art Byzantin, l'Art Musulman]", "Le Moyen Age", "La Renaissance", "Les XVIIème, "XVIIIème", "XIXème et XXème siècles". "Extrême Orient". "L'Art de l'Amérique Ancienne et l'Art Nègre". As belas estampas em "hors-texte" são coladas à cabeça sobre folhas de cartolina.
Belas encadernações editoriais em estilo "art-deco", artisticamente decoradas com ferros e dizeres a seco e a ouro na lombada e em ambas as pastas.
Conjunto em excelente estado de conservação, sem qualquer defeito a destacar.
Obra pouco vulgar quando encadernada (já que saiu originalmente em fascículos) e em primoroso estado de conservação.

VENDIDO
1334

DICTIONNAIRE FRANÇOIS-PORTUGAIS COMPOSÉ PAR LE CAPITAINE EMMANUEL DE SOUSA, MIS EN ORDRE, & AUGMENTÉ PAR JOACHIM JOSEPH DA COSTA & SA
Seconde edition, revue, corrigeé, & augmenteé, de tous les mots adoptés dans la langue françoise, depuis plusieurs anneés; des synonymes de la meme langue, & enrichie de noveaux termes de botanique & de ceux de la nouvelle nomenclature chimique (...)
Lisbonne: Chez Borel, Borel, & Compagnie. 1811. 2 volumes. In-4º de IV-724 + 697 págs. Enc.
Encadernações inteiras em pele, da época, com a lombada decorada com ferros a ouro.
Com algumas falhas e sinais de uso mas, mesmo assim, em bastante bom estado geral.

150,00 €
4832

DICTIONNAIRE UNIVERSEL THEORIQUE ET PRATIQUE DU COMMERCE ET DE LA NAVIGATION
Tome premier A-G [& Tome second H-Z].
Paris. Librairie de Guillaumin et Cia. 1859 [& 1861]. In-4º de VII-1438 + 1828 págs, Enc.
"Dictionnaire Universel Theorique et Pratique du Commerce et de la Navigation: Marchandises: Produits Naturels et Produits Fabriques, Description, Verietes, Caracteres Specificiques, Provenances et Debouches, Transactions dont Elles Sont l'Object, Comptes Simules d'Achet. Geographie Commerciale: Etat, Nature et Mouvement du Commerce de Chaque Place; Importations et Exportations, Designation et Importance de la Valeur des Echanges, Relations, Voies de Communication, Cours des Changes, Etablissements de Credit, Usages Commerciaux, Foires et Marches. Metrologie Universelle: Monnaies Reelles, Monnaies de Compte, Papier-Monnaie, Poids et Mesures, Leurs Valeurs Comparees, Leur Conversion en Unites Francaises. Comptabilite: Tenue des Livres, Arithmetique Commerciale. Droit Commercial Terrestre et Maritime: Legislation, Jurisprudence, Usages du Commerce, Formules d'Actes, Etc. Navigation: Description des Ports, Droits Divers, Usages Locaux. Marine Marchande: Son Developpement, Son Etat Actuel Chez les Principales Nations. Douanes: Droits d'Entree et de Sortie, Enrepots, Primes, Drawbacks, Prohibitions, Formalities de Toute Nature. Economie Politique Applique".
Sólidas encadernações novas, com lombadas e cantos em pele.
Exemplares em bom estado de conservação; o 1º tomo tem pequeno restauro no anterrosto.
1ª edição.
OBRA MUITO INVULGAR.

400,00 €
9501

DIONÍSIO (SANT'ANNA) - MUSEU-BIBLIOTECA DE VILA VIÇOSA
Ilustrações de António-Lino.
Fundação da Casa de Bragança. MCMXLVII [1947]. In-4º de 199-IX págs. Enc.
Interessante estudo de José Augusto Sant'Anna Dionísio (1902-1991).
Obra de apelativo aspecto gráfico, ilustrada por António-Lino com graciosos desenhos ao longo do texto e várias fotografias a negro em folhas à parte.
O nosso exemplar PERTENCE À RARA TIRAGEM ESPECIAL PARA BIBLIÓFILOS DE 300 EXEMPLARES EM PAPEL PLUMA NUMERADOS E ASSINADOS POR SANT'ANNA DIONÍSIO.
Livro em bom estado de conservação, apresentando alguma normal acidez e sinais do tempo. Canto superior esquerdo da capa anterior da brochura com pequeno rasgão.

50,00 €
1141

D'OLLANDA (FRANCISCO) - LIVRO DAS IDADES
Edição fac-similada com estudo de Jorge Segurado.
Lisboa. 1983. In-fólio de 491-II págs. Enc.
Obra publicada sob os auspícios do Comissariado para a XVII Exposição Europeia de Arte, Ciência e Cultura. Conselho da Europa. Belíssima edição, impressa em bom papel couché e apresentada num estojo de cartão próprio. Reprodução em fac-simile do Códice de Francisco de Holanda existente na Biblioteca Nacional de Madrid.

125,00 €
1058

DUBOIS (EDMOND) - COURS D'ASTRONOMIE.
Ouvrage destiné aux Officiers de la Marine Impériale. Aux éléves de l'École Polytechnique, de l'école Normale de l'École Centrale, etc. et aux licenciés és sciences. Deuxiéme édition corrigee et considerablement augmentée.
Paris. [S/d - 1865?]. Arthus Bertrand, Éditeur. In-4º de XXXIX-I-568 págs. Enc.
Conceituada obra de Astronomia, considerada, ao tempo, a mais importante desta disciplina.
Ilustrada com dezenas de figuras, esquemas, fotos, etc. Com 3 plantas astronómicas desdobráveis.
Alguns picos de acidez ao longo do texto e manchas antigas de humidade nas páginas finais.
Boa encadernação antiga, mas não contemporânea, com lombada em pele decorada com ferros e dizeres a ouro.

75,00 €
11268

DUFOURCQ (NORBERT [DIR.] - LA MUSIQUE DES ORIGINES A NOS JOURS
Ouvrage publié en collaboration sous la direction de Norbert Dufourcq. Préface de Claude Delvincourt. 800 gravures. 6 hors-texte en couleurs.
Librairie Larousse. Paris. [1946]. In-4º de XIV-591-I págs. Enc.
Obra ainda hoje de referência no campo da História da Música, profusamente ilustrada ao longo do texto e com 6 belas estampas a cores impressas em separado e coladas à cabeça sobre folhas de cartolina.
Sólida encadernação editorial com medalhão relevado a ouro na pasta anterior. Miolo e pastas da encadernação em bom estado de conservação; a lombada apresenta pequenas falhas e defeitos.

25,00 €
2052

DUNCAN (DAVID DOUGLAS) - ADIOS PICASSO
Ediciones Nauta. Barcelona. S/d [1975]. In-fólio de 299-I págs. Enc.
Primeira edição.
David Douglas Duncan (1916) é um fotojornalista americano, considerado como um dos mais influentes do século XX.
Obra de referência, profusamente ilustrada com fotografias e reproduções a negro e a cores.
Encadernação editorial com sobrecapa de protecção.
Invulgar.
Bom exemplar.

100,00 €
10283

DURET (THÉODORE) - DIE IMPRESSIONISTEN
Pissarro, Claude Monet, Sisley, Renoir, Berthe Morisot, Cézanne, Guillaumin. Mit zwei originalradierungen von Renoir und einem holzschnitt nach Cézanne. Zweite auflage.
Berlin. Bruno Cassirer. 1914. In-8º gr. de 159 págs. Enc.
Interessante e invulgar estudo sobre o Impressionismo, ilustrado ao longo do texto e em folhas à parte, com reproduções dos grandes mestres. São eles Camille Pissarro, Claude Oscar Monet, Alfred Sisley, Pierre Auguste Renoir, Berthe Marie Pauline Morisot, Paul Cézanne e Armand Guillaumin.
A elevada cotação internacional desta obra (geralmente superior a €1.000) deve-se ao facto de incluir, nesta segunda edição de 1914, 2 gravuras originais de Renoir e uma de Cézanne, todas devidamente resguardadas com papel de seda.
Exemplar com o miolo em muito bom estado de conservação; a encadernação, editorial, apresenta alguns normais sinais do tempo.

500,00 €
7150

ELÍSIO (FILINTO) - OBRAS COMPLETAS DE FILINTO ELYSIO
Segunda edição, emendada, e accrescentada com muitas Obras inéditas, e com o retrato do Autor. Tomo Iº [a Tomo XIº].
Paris, Na OfficIna de A. BOBÉE. 1817 [a 1819]. 11 vols. In-8º gr. Enc.
Conjunto das "Obras completas", em 11 volumes, encadernados em inteira de pele e com um retrato do autor impresso em folha à parte. O 1º volume está assinado por Filinto Elysio (1734-1819).
O 1º volume tem erro de numeração de páginas.
Em bom estado geral de conservação; alguns volumes têm normais manchas de acidez e antigas manchas de humidade já quase desvanecidas; 2 volumes têm ínfimos sinais de xilófagos que apenas afectam algumas, poucas, folhas e sem ofender a parte impressa.
RARO.

500,00 €
10894

FAURE (ÉLIE) - HISTÓRIA DA ARTE
Tradução do Professor Vitorino Nemésio.
Edições Estúdios COR. Lisboa. [1951 a 1954]. 5 vols. In-4º de 181-VIII + 229-III + 213-III + 348-II + 284-II págs. Enc.
Colecção completa desta obra clássica de Élie Faure (1873-1937), dividida em 5 volumes, respectivamente, "A Arte Antiga", "A Arte Medieval", "A Arte do Renascimento", "A Arte Moderna" e "O Espírito das Formas".
Ainda hoje de referência, é profusamente ilustrada com várias dezenas de estampas em "hors-texte" a negro e a cores.
Boas e sólidas encadernações editoriais em azul com a lombada e ambas as pastas decoradas com ferros e dizeres a seco e a ouro.
Conjunto em excelente estado de conservação; o 5º volume tem antiga assinatura de posse no canto superior direito da primeira página em branco.

120,00 €
2136

FERNANDES (FÁTIMA) & CANNATÁ (MICHELE) - ARQUITECTURA PORTUGUESA CONTEMPORÂNEA 1991 - 2001.
2ª edição reformulada.
Edições ASA. Porto. 2001. In-4º gr. de 735 págs. Enc.
Arquitectos referidos nesta obra, entre muitos outros: Adalberto Dias, Alcinho Soutinho, Alexandre Busmester, Álvaro Siza Vieira, António Leitão Barbosa, Souto de Moura, Francisco Aires Mateus, José Mancelos, Jose Manuel Soares, Víctor Figueiredo e Sofia Aleixo.
Exemplar como novo.
Encadernação editorial com sobrecapa de protecção.

60,00 €
1823

FERNANDES (MARIA JOÃO) - DIAS DE SEDA/JOURS DE SOIE
Pinturas de Júlio Resende. Prefácio de Robert Bréchon. Apresentação de Eugénio Lisboa.
Edições Caixotim. Porto. 2003. In-fólio. Enc.
Tiragem especial de 150 exemplares de luxo, impressos em papel especial, com capa almofadada e em puro cetim, de produção manual.
Inclui uma serigrafia a 28 impressões, produzida no Centro Português de Serigrafia, NUMERADA E ASSIINADA POR MESTRE JÚLIO RESENDE.
Edição numerada e assinada pela Autora e pelo Editor.
O livro é apresentado numa caixa em madeira, forrada a papel stardream.
Belo conjunto, há muito esgotado no mercado. O nosso preço é inferior ao preço de capa da obra.

550,00 €
11255

FERRO (JOÃO PEDRO) - O PROCESSO DE JOSÉ ANASTÁCIO DA CUNHA NA INQUISIÇÃO DE COIMBRA (1778)
Introdução, transcrição e notas de João Pedro Ferro.
Lisboa. Palas Editores. 1987. In-8º de XXIII-290-II págs. Br.
Obra essencial para o estudo biográfico de José Anastácio da Cunha (1744-1787), importante matemático português setecentista, condenado pela inquisição à pena de reclusão pelo crime de heresia. Também com interesse para a temática da Maçonaria.
Em bom estado de conservação.

20,00 €
3120

FIOSCONI (CESAR) & GUSERIO (JORDAM) [JOSÉ FRANCISCO RODRIGUES & JOÃO RODRIGUES] - ESPINGARDA PERFEYTA
& regras para a sua operaçam com circunstancias necessarias para o seu artificio, & doutrinas uteis para o seu melhor acerto.
Lisboa Occidental, Na Officina de Antonio Pedrozo Galram. Anno de 1718. [aliás Edição da Livraria Sam Carlos. Lisboa. 1972]. In-8º de XXXII-183-II págs. Enc.
Trata-se da edição facsimilada desta raríssima obra clássica sobre caça, publicada em 1718. Ilustrada com várias gravuras que representam a oficina do espingardeiro e a sua actividade.
Os verdadeiros nomes dos autores são os irmãos José Francisco e João Rodrigues.
Encadernação editorial com caixa própria. Edição de 1100 exemplares numerados; o nosso exemplar ficou por numerar.
Como novo.

VENDIDO
2998

FISHER'S DRAWING ROOM SCRAP-BOOK 1834
With Poetical Illustrations, &c. by L.E.L.
1833. H. Fisher, R. Fisher, & P. Jackson, London. In-4º gr. de 55-III págs. de texto + 36 fhs de gravuras. Enc.
Ao todo são 36 belas gravuras, a maioria sobre a Índia: Temple of Kylas, Caves of Ellora; Ruins, Old Delhi; The Fortress of Dowlutabad; Dus Awtar, Caves of Ellor; Interior of Dher Warra, Caves of Ellora; Bejapore; The Taj Bowlee, Bejapore; Mosque of Mustapha Khan; Tomb of Ibrahim Padshah; Tomb of Shere Shah; Akbar's Tomb; A Ruin on the banks of the Jumna; The Jumma Musjid, Mandoo; The pass of Makundra; Perawa, Malwa; Jerdair, a Hill Village; Ruins, South Side of Old Delhi; Shuhur, Jeypore; The Triad Figure, Cave of Elephanta; Cawnpore.
Bela encadernação inteira em pele, decorada com ferros a seco e a ouro na lombada e nas pastas.
Exemplar em bom estado de conservação: alguma acidez ocasional e encadernação com sinais de manuseamento.
Primeira edição. No ano seguinte, 1834, sairía uma segunda edição.

100,00 €
1049

FLETCHER (SIR BANISTER) - HISTORIA DE LA ARQUITECTURA POR EL MÉTODO COMPARADO
Version castellana por Andrés Calzada. Parte primera. Volumen I [e volumen II].
Editorial Canosa. Barcelona. [1928]. 2 volumes. In-4º de XXII-II-581-VIII + 586 a 1364-VIII págs. Enc.
Trata-se dos dois primeiros volumes, de um total de 3 editados.
Obra de referência, muitíssimo ilustrada com centenas de fotografias, plantas e desenhos de edifícios.
Encadernações editoriais em material sintético, com alguns sinais de uso.
Assinatura de posse nas folhas de rosto.
Pouco vulgar,

100,00 €
1408

FRANCOEUR (LOUIS BENJAMIN) - URANOGRAPHIE OU TRAITÉ ÉLÉMENTAIRE D'ASTRONOMIE
A l'usage des personnes peu versées dans les mathématiques, accompagné de planisphéres.
Paris. Béchet, Libraire. 1812. In-8º de XVI-316-I págs. Enc.
Trata-se da rara primeira edição desta obra de referência.
Com 8 gravuras (planisférios) desdobráveis no final. Falta a nº5.
Encadernação da época inteira em pele.
Com antiga assinatura de posse na folha de anterrosto e pequena mancha de humidade no topo das primeiras páginas. Bom estado geral de conservação.

100,00 €
7348

FRÓIS, S.J. (P. LUÍS) - HISTORIA DE JAPAM
I Volume ( 1549-1564) [a V Volume (1588-1583)].
Biblioteca Nacional de Lisboa. 1976. 5 Vols. In-4º de XIII-50-442-II + XII-547-V + X-388-IV + XII-563-V + XII-641-VII págs. Br.
Obra completa, em 5 volumes, numa edição anotada por José Wicki, S.J. e profusamente ilustrada com fotografias impressas em folhas à parte, mapas desdobráveis, etc.
Conjunto em bom estado de conservação.

Do site da Embaixada de Portugal no Japão, sobre Luís Fróis (1532-1597) e com a devida vénia, passamos a transcrever:

"Nasceu em Lisboa, em 1532, no seio de uma família ligada à corte do Rei D. João III. Aos 16 anos, e depois de concluir os seus estudos na área de Humanidades, efetua uma breve passagem pela corte , em 1548, para depois ingressar na Companhia de Jesus. Após dois meses de noviciado, embarca em Lisboa a 17 de março do mesmo ano, numa viagem para a Índia, sem nunca mais voltar ao seu país natal.
"Chega à cidade de Goa a 9 de outubro de 1548. Entre 1548 a 1561, inicia os seus estudos no Colégio de São Paulo. Já nessa altura se distingue pela forma como descreve pormenorizadamente as atividades dos missionários em Goa e Malaca. Foi ordenado padre em 1561. É também em Goa que viria a ter diversos encontros com Francisco Xavier - o último dos quais em 1554 -, que iriam marcar profundamente toda a sua vida. Parte para Macau em 1562 e dali inicia a sua viagem para o Japão como missionário da Companhia de Jesus.
"Chega a Yokoseura, localizada na atual Província de Nagasaki, a 6 de Junho de 1563, no período de apogeu da missão jesuíta no Japão e um mês após o batismo do primeiro dáimio japonês, (Bartolomeu) Omura Sumitada. Ali começa a escrever uma longa série de cartas e variadíssimas relações e tratados, nos quais descreve em detalhe as atividades dos padres e da Missão.
"O valor histórico destas cartas é inestimável e são os documentos que encerram mais detalhes sobre a vida quotidiana dos missionários no Japão. A análise de alguns desses textos permitirá reconstituir as principais atitudes que o jesuíta tomou face à cultura japonesa, clarificando, de passagem, aspetos do diálogo civilizacional que portugueses e asiáticos travaram na segunda metade do séc. XVI. Luís Fróis assistiu à destruição de Yokoseura, e refugiou-se mais tarde na ilha de Takushima, no pequeno arquipélago de Hirado, onde inicia os seus estudos de língua japonesa, que lhe permitiram mais tarde estabelecer contactos importantes junto de personalidades influentes, nomeadamente em Kyoto, (à época, a nova capital do Japão), onde desembarca em 1565.
"Após a sua chegada a Kyoto, conheceu o shogun Ashikaga Yoshiteru, e privou mais tarde com Oda Nobunaga, (o shogun que iniciou o processo de centralização e unificação do poder no Japão e pôs fim a um longo período de guerra civil) tendo inclusivamente em 1569 permanecido por um breve período de tempo na residência privada de Nobunaga, em Gifu, enquanto escrevia os seus livros.
"Em 1577, passa pelo reino de Bungo, (atual província de Oita). Durante esse período, o dáimio local, Otomosorin, converteu-se e é batizado com o nome Francisco de Bungo. Mais tarde, em 1581, Fróis é novamente chamado a Nagasaki, como secretário do Vice-Provincial, o Padre Gaspar Coelho
"Nessa altura, e a pedido de Alexandre Valignano, iniciou a sua Historia de Japam, que ainda hoje é uma importante fonte para os estudiosos da História do Japão e da missão jesuíta entre 1549 e 1593.
"Luís Fróis acompanha o Padre Gaspar Coelho como intérprete na importante visita efetuada ao novo líder do Japão (1586), o shogun Toyotomi Hideyoshi, que precede a emissão do decreto de expulsão de todos os missionários no Japão, editado no ano de 1587. Hideyoshi considerava a missão evangelizadora do missionários jesuítas um entrave à reunificação política do país.
"Após a expulsão dos religiosos por parte das autoridades japonesas, Luís Froís continua a desenvolver o seu trabalho como missionário na clandestinidade e consagra a maior parte do seu tempo à redação do manuscrito da sua História do Japão.
"Em 1592, e a pedido do Padre Alexandre Valignano, viaja como seu secretário para Macau, onde termina o relato da organização da viagem de uma embaixada japonesa a Roma: iniciada em 1582 e composta por 4 jovens samurais, que chegam a Lisboa em 1584, e depois partem para Roma, onde são recebidos por Gregório XIII. Esta embaixada deixou a Europa em Abril de 1586 e chegou ao porto de Nagasaki, em 1590. Nessa altura dá por concluída a sua História do Japão, episódio documentado numa carta enviada ao Padre Acquaviva. Mas o seu estilo de escrita não agrada a Valignano, o qual critica severamente muitos dos aspetos de uma obra que é considerada atualmente como referência indispensável a todos os que estudam a História do Japão.
"Todo o trabalho que desenvolveu teve como base a sua experiência pessoal. É um testemunho direto e, de certa forma, autobiográfico desse momento histórico do Japão e da presença missionária da Companhia de Jesus.
"O seu estado de saúde fragiliza-se. Luís Fróis receia que o seu manuscrito se perca em Macau e, para que a sua História do Japão fosse salva, decide fazer o sacrifício e volta doente e exausto a Nagasaki, no ano de 1595. Na última fase da sua vida deixa-nos os escritos daquela que é talvez a sua melhor obra, O Relato da Morte dos 26 Mártires de Nagasaki, de 15 de março de 1597. O texto foi enviado passando pelas Filipinas, escapando assim à censura do padre Valignano, mas assim que este tomou conhecimento da ação, solicitou a Roma o arquivo do referido documento, que apenas será publicado em 1935.
"Já na última etapa da sua vida, e com 62 anos, Fróis escreve talvez uma das suas melhores obras: a Relação da morte dos 26 Mártires de Nagasaki (a 15 de março de 1597), onde mais uma vez demonstra o seu profundo conhecimento da cultura japonesa. Este texto serviu para esclarecer certos aspetos discutidos entre os historiadores japoneses em torno da identificação do local exato do martírio, e foi só no ano de 1956 que o local, a colina de Nishizaka, foi declarado histórico na cidade de Nagasaki e erigido um monumento representando os 26 mártires na ordem que Froís descreveu.
"Terminada a obra, o estado de saúde de Luís Fróis agravara-se. Morre no Colégio de São Paulo em Nagasaki, a 8 de julho de 1597. Em 1997, celebrou-se em Portugal e no Japão o 400º aniversário da morte de Luís Fróis, com várias atividades comemorativas, entre as quais se destacam a cunhagem de moedas e a publicação de selos.
"Luís Frois foi figura primordial na primeira evangelização do Japão e um nome inegavelmente ligado à vida cultural e religiosa de Nagasaki. Pode ler-se gravado no monumento a ele erigido no Parque dos Mártires uma frase que resume a sua vida: «Ele escreveu a História do encontro entre Portugal e o Japão»".

250,00 €
9766

FURGAULT (M.) - NOUVEAU// RECUEIL HISTORIQUE// D'ANTIQUITÉS// GREQUES ET ROMAINES,// EN FORME DE DICTIONNAIRE
Pour faciliter l'intelligence des Auteurs// Grecs & Latins. Par...
A PARIS,// Chez Nyon// MDCCLXVIII [1768]. In-8º de VIII-págs. Enc.
1ª edição.
Encadernação setecentista inteira em pele.
Exemplar com o miolo em bastante bom estado de conservação; as últimas 10 folhas têm pequeno furo no canto superior que não é de xilófago nem afecta a mancha impressa. Pequena assinatura de posse no frontispício, rasurada. A encadernação, ainda bastante sólida, apresenta algumas imperfeições ao nível da lombada.
INVULGAR.

100,00 €
11296

GARRAIO (AUGUSTO) - OS TRIPEIROS
Chronica do seculo XIV. Drama historico de grande espectaculo, baseado no romance do mesmo titulo do fallecido escriptor A. C. LOUSADA.
Editora Livraria Portugueza e Estrangeira. Porto. 1875. In-8º de IV-102-II págs. Br.
Miolo em bom estado geral de conservação, exibindo normais sinais do tempo; capas da brochura com algumas falhas e manchas de acidez.
INVULGAR.

15,00 €
10426

GEFFROY (GUSTAVE) - LA SCULPTURE AU LOUVRE
Les Musées d'Europe. Avec 57 illustrations hors texte et 148 illustrations dans le texte. Couverture de René Binet.
Librairie Nilsson. Paris. [1929]. In-4º de IV-164 págs. Enc.
Obra de sumo interesse, impressa sobre bom papel, profusamente ilustrada ao longo do texto e em 57 estampas à parte.
Da "Table des chapitres": Egypte, Chaldée et Assyrie, Susiane et Perse, Haute-Syrie et Palestine, Phénicie, Gréce, Etrurie et Rome, France, Japon".
Bonita e luxuosa encadernação com lombada e cantos em pele azul. Conserva as capas da brochura.

30,00 €
1949

GOMES (J. A. MARQUES) - A VISTA ALEGRE
Memória Histórica.
1924. Typ. Minerva Central. Aveiro. In-8º gr. de 100-I págs. Enc.
Estimada e invulgar monografia sobre a mais célebre fábrica portuguesa de porcelanas.
Inclui o retrato de José Ferreira Pinto Basto, fundador, e várias estampas intercaladas no texto.
Encadernação recente inteira em sintético com dizeres a ouro na pasta. Conserva a capa original de brochura.
Exemplar em bastante bom estado de conservação, apenas com uma pequena mancha de humidade no canto superior direito nas últimas 20 páginas.

60,00 €
6149

GONÇALVES (FLÁVIO) - BREVE ENSAIO SOBRE A ICONOGRAFIA DA PINTURA RELIGIOSA EM PORTUGAL
Lisboa. 1973. [Composto e impresso nas Ofinas Gráficas da C.N.E.]. In-4º de 37-III págs. de texto + 12 flhs. de estampas.
Estudo de referência, ilustrado com 50 fotografias a negro impressas sobre papel couché.
Bom exemplar.
INVULGAR.

50,00 €
5721

GUIMARÃES (ALFREDO) - MOBILIÁRIO DO PAÇO DUCAL DE VILA VIÇOSA
Fundação da Casa de Bragança.
Lisboa. Livraria Sá da Costa - Editora. MCMXLIX. In-4º gr. de 129-II págs. de texto e 46 folhas de estampas. Br.
Catálogo monumental impresso em bom papel e ilustrado ao longo do texto e em "hors-texte", reproduzindo cerca de 96 peças preciosas de mobiliário existentes no palácio ducal de Vila Viçosa.
Desenhos de Joaquim Teixeira. Fotos de Alvão, Porto.
Bom exemplar ainda por abrir; as capas da brochura têm ínfimas imperfeições.
INVULGAR.

150,00 €
6613

GUIMARÃES (ALFREDO) - MOBILIÁRIO DO PAÇO DUCAL DE VILA VIÇOSA
Fundação da Casa de Bragança.
Lisboa. Livraria Sá da Costa - Editora. MCMXLIX. In-4º gr. de 129-II págs. e 46 folhas de ilustrações. Enc.
Catálogo monumental impresso em bom papel e ilustrado ao longo do texto e em "hors-texte", reproduzindo cerca de 96 peças preciosas de mobiliário existentes no palácio ducal de Vila Viçosa, além de retratos reais.
Desenhos de Joaquim Teixeira. Fotos de Alvão, Porto.
Luxuosa encadernação inteira de pele vermelha com nervuras, rótulos e ferros gravados em casas fechadas, tendo as pastas enquadradas com "ferros de roda" fundidos a ouro. Carminado à cabeça e com as capas da brochura conservadas.
INVULGAR.

VENDIDO
11138

GUIMARÃES (FERNANDO), CLÁUDIO (MÁRIO), JÚDICE (NUNO) & TAMEN (PEDRO) - AS PALAVRAS DA TRIBO (I.)
Desenhos de José de Guimarães.
Quetzal. Funchal. Altamira. Lisboa. 1985. In-8º quadrado de 238-II págs. Br.
"Este é um conjunto de antologias pessoais. O seu objectivo é dar a conhecer a visão que os poetas têm da sua própria obra, fornecendo simultaneamente, à medida que forem sendo publicados os volumes desta colecção, uma imagem da poesia portuguesa contemporânea viva.
"A partir destas escolhas, com a poética nelas implícita, poderá o leitor encontrar o seu caminho nesses labirintos que são, por um lado, a produção individual de um autor, e por outro lado, as personae - poetas ou artífices da palavra - cujas vozes, se nem sempre se ouvem no presente, são a melhor expressão futura deste presente".
Os bonitos 21 desenhos de José de Guimãraes são impressos em folhas à parte. O volume inclui ainda, para cada um dos 4 poetas, uma breve biografia e uma lista das obras publicadas até à data.
Miolo em muito bom estado de conservação; as capas da brochura por serem brancas apresentam alguma ínfima sujidade.

20,00 €
1641

GUIMARÃES (JORGE) - CARGALEIRO
Desenhos. 1954-1985
Lello & Irmão - Editores. Porto. [1988]. In-4º gr. de 301-II. Enc.
Encadernação editorial com sobrecapa de protecção.
Luxuoso álbum impresso em bom papel, reproduzindo várias dezenas de obras de Cargaleiro.
Texto em português, inglês e francês.
Como novo.

50,00 €
8695

HALLOY (J. J. D'OMALIU D') - DES RACES HUMAINES
Ou Éléments d' Ethnographie, par...
Paris. Chez P. Bertrand, Éditeur. 1845. In-8º de VII-208 págs. Enc.
1ª edição desta conceituada obra de Jean Baptiste Julien d'Omalius d'Halloy (1783-1875), geólogo e antropólogo de origem belga.
Encadernação antiga com lombada em pele. Não conserva as capas da brochura e está ligeiramente aparado por inteiro.
Exemplar em muito razoável estado de conservação, com algumas manchas ocasionais, marcas do tempo, pequenas imperfeições de pouca importância, antiga assinatura de posse no anterrosto e minúsculo carimbo a óleo no frontispício.

40,00 €
11250

JUNIOR (MANUEL MENDES LEITE) - O SERVIÇO DE MESA
Manual Prático. Ilustrações de Maria de Lurdes Martins leite. Obra dedicada aos Empregados de Mesa da Hotelaria Portuguesa.
Edição do Autor. Lisboa. 1957. In-8º de 272-XXIV págs. Enc.
Título primeiro da "Colecção Hotelaria".
Curioso manual ilustrado ao longo do texto e com várias fotografias impressas em separado, mostrando aspectos relacionados com o serviço de mesa dos hoteis Palácio de Seteais, Palácio do Estoril e Aviz (este último já desaparecido), Salão de Chá "Imperium" (Lisboa) e Banquete oferecido no Palácio da Ajuda e Mosteiro de Alcobaça à Raínha Isabel II aquando da sua régia visita a Portugal em 1957.
Encadernação modesta, executada por amador, em que a capa original da brochura, bem como a lombada foram retiradas do volume e coladas na nova encadernação.
Miolo em bom estado de conservação.

VENDIDO
10441

LAGE (FRANCISCO), CHAVES (LUÍS) & FERREIRA (PAULO) - VIDA E ARTE DO POVO PORTUGUÊS
Edição da Secção de Propaganda e Recepção da Comissão Nacional dos Centenários. Secretariado da Propaganda Nacional. Lisboa. 1940. In-4º gr. de 259-II págs. Br.
Álbum de esmerada concepção gráfica, impresso em excelente papel encorpado e profusamente ilustrado ao longo do texto e em folhas à parte. Foi publicado no âmbito da Exposição do Mundo Português e divide-se nos seguintes capítulos: "O trajar do povo", "Teares e tecedeiras", "Arte dos namorados", "Barcos de Portugal", "Arte popular", "Bordadoras e rendilheiras", "O carro rural", "A faina do campo", "Pastoreio e arte pastoril", "Liminária popular", "Festas do calendário", "Danças e cantigas", "O fogo de vistas", "Oleiros e olaria", "Bonecos de barro" e "Ourivesaria popular". Cada capítulo é acompanhado de uma lindíssima estampa a cores alusiva ao tema, impressa em folha à parte e ainda uma fotografia a negro, de Mário Novais, igualmente impressa à parte.
Introdução de António Ferro e direcção artística de Paulo Ferreira.
Miolo e estampas em excelente estado de conservação; as capas da brochura apresentam alguns normais sinais do tempo; as primeira e última páginas em branco têm manchas antigas de fita-cola em resultado de alguma capa de protecção que o volume teria tido.
INVULGAR.

200,00 €
2825

LE CORBUSIER [CHARLES-EDOUARD JEANNERET-GRIS] - LE MODULOR
Essai sur une mesure harmonique a l'echelle humaine applicable universellement a l'architecture et a la mécanique.
Éditions de L'Architecture d'Aujourd'Hui. Boulogne. 1950. In-8º peq. de 239-I págs. Br.
"Le Modulor" é uma das mais importantes obras de sempre sobre arquitectura, da autoria de Le Cobusier, aqui na sua muito rara primeira edição.
Título publicado na "Collection Ascoral".
Com pequena dedicatória na primeira página em branco, alheia ao autor e datada de 1951.
O exemplar está em bastante bom estado de conservação, mas a sobrecapa de protecção tem alguns picos de acidez e um pequeno corte no canto superior esquerdo que foi restaurado com fita-cola.

300,00 €
7292

LEAL (GOMES) - A MULHER DE LUTO
Processo ruidoso e singular.
Livraria Central, de Gomes de Carvalho, editor. 1902. Lisboa. In-8º de 202-VI págs. Br.
1ª edição de um dos mais célebres e lidos trabalhos poéticos de Gomes Leal (1848-1921), dedicado à memória de sua irmã, Maria Fausta, falecida em 1875.
A propósito deste Poeta, recomendamos a leitura atenta do artigo publicado pelo Dr. Rui Martins no seu excelente blogue http://tertuliabibliofila.blogspot.pt/2009/11/gomes-leal-apontamentos-para-um-estudo.html
Exemplar de um modo geral em bom estado de conservação, com alguns ínfimos sinais da idade.

50,00 €
6607

LIMA (FERNANDO DE CASTRO PIRES DE) [DIR.] - A ARTE POPULAR EM PORTUGAL
Ilhas Adjacentes e Ultramar. Direcção de Fernando de Castro Pires de Lima.
Ediorial Verbo. [Lisboa. S/d]. 3 volumes. In-4º gr. Enc.
Trabalho de referência, o melhor de todos, dedicado ao estudo da Arte Popular em Portugal Insular e Ultramar, nos seus mais diversos aspectos, desenvolvido ao longo de três grossos volumes.
Edição luxuosa feita sob orientação gráfica do Arquitecto Fernando Lanhas, impressa em bom papel e amplamente ilustrada com estampas a negro e a cores, nas páginas de texto e em separado.
Dos colaboradores, destacamos os nomes de António Cruz, Veiga de Oliveira, Fernando Galhano, Luis de Pina, Guilherme Felgueiras, Jaime Brasil, Luis Chaves, Madalena Cagigal e Silva, Jorge Dias, etc..
Encadernações editoriais em vermelho, conservando as sobrecapas policromadas de protecção.
Exemplares de um modo geral em muito bom estado de conservação; apresentam ínfimos sinais de manuseamento ao nível das sobrecapas.

200,00 €
5720

LIVRO DE HOMENAGEM AO GRANDE PINTOR JOSÉ MALHÔA
Realizada, com a exposição das suas obras, na Sociedade Nacional de Belas-Artes em Junho de 1928. Com 100 reproduções de obras do Mestre e mais 3 ilustrações.
Lisboa. 1928. In-4º de 216-II págs. de texto e 55 flhs. de estampas. Br.
Textos de Manoel de Sousa Pinto, Ramalho Ortigão, Fialho de Almeida, João Chagas, Júlio Dantas, Alexandre de Albuquerque, Alfredo da Cunha, Augusto de Castro, Braz Burity, Trindade Coelho, João Grave, Julião Machado. Júlio Brandão e Navarro da Costa.
Catálogo ilustrado com 98 reproduções de obras de Malhoa, executadas sobre papel couchê.
Exemplar em bastante razoável estado de conservação; algumas das estampas apresentam-se algo "onduladas" e a lombada tem pequena falha de papel na parte superior.
Pouco vulgar.

30,00 €
2988

MACEDO (DIOGO DE) - DOMINGOS SEQUEIRA
Estampas.
Realizações Artis. S/d [1956]. In-fólio de CXVII estampas. Enc.
Da apresentação da obra: "Prosseguindo a divulgação dos grandes mestres da nossa pintura e procurando, assim, contribuir para o engrandecimento do património artístico nacional, "Realizações Artis", depois do êxito de "Columbano" e "Silva Porto", os dois primeiros volumes da sua colecção de Albuns de Arte, apresentam agora "Domingos Sequeira", por Diogo de Macedo. Tal como para "Columbano" e "Silva Porto" impunha-se também na bibliografia artística nacional, uma obra à altura do valor de Domingos Sequeira, figura preponderante e inconfundível na nossa pintura dos fins do Século XVIII. Este artista que foi e continua a ser o nosso maior desenhista, dificilmente poderia encontrar melhor biógrafo que Diogo de Macedo, director do Museu de Arte Contemporânea, cujo nome abriu com tanto agrado a série de Albuns de Arte publicados por "Realizações Artis" e que alia à sua fina sensibilidade de verdadeiro artista, a cultura e o saber dum crítico consciente, admirado por todos quantos no nosso país se interessam pelos problemas da arte portuguesa. (...)".
Ilustrado com 117 estampas impressas em separado em papel extremamente encorpado, a negro e a cores, reproduzindo alguns dos mais importantes trabalhos artisticos de Sequeira
Encadernação editorial inteira em pele com gravados a ouro na lombada e em ambas as pastas.
O nosso livro é da rara tiragem especial de luxo numerada de 100 exemplares (nº 51) com o nome impresso dos destinatários.
Trata-se apenas do 2º volume, o referente às estampas.

160,00 €
5632

MACEDO (JOSÉ AGOSTINHO DE) - A MEDITAÇÃO
Lisboa:// Na Impressão Regia. Anno 1818. In-8º peq. de 254-I págs. Enc.
Segunda edição deste apreciado poema em quatro cantos de José Agostinho de Macedo (1761-1831), padre nascido em Beja e que ficou célebre pelas suas constantes polémicas com, entre muitos outros, Bocage e Garrett.
A edição original é de 1813 embora exista uma outra edição anterior, de 1812, que apenas regista o 1º canto.
Encadernação da época, com bonita lombada em pele.
Exemplar em excelente estado de conservação, apresentando um papel ainda invulgarmente branco e "cantante". Inexistência de assinaturas de posse, humidades, vestígios de xilófagos ou qualquer outro defeito.
INVULGAR.

60,00 €
6582

MACHADO (DIOGO BARBOSA) - BIBLIOTECA LUSITANA
Histórica, Crítica e Cronológica por... Segunda edição. Tomo I [a Tomo IV].
Lisboa. 1930 [a 1935]. 4 vols. In-4º de LXXXIV-II-746-XIII + 851-XIV + 781-X + 642-V págs. Enc.
Trata-se da 2ª edição desta obra monumental, feita a partir da edição princeps de 1747, ainda hoje de consulta obrigatória no campo dos estudos bibliográficos portugueses e com uma tiragem declarada de apenas 500 exemplares. Inclui um bom retrato de Diogo Barbosa Machado e a reprodução a duas cores e em folhas à parte, dos frontispícios originais da obra, um por cada tomo.
Bonitas e sólidas ncadernações antigas, inteiras em pele, em estilo setecentista, com as lombadas decoradas com 5 nervuras, ferros a ouro e dois rótulos vermelhos com dizeres gravados também a ouro. As pastas são ambas circundadas por elegante filete. Capas das brochuras conservadas.
Conjunto em bom estado de conservação sem qualquer defeito a destacar.
INVULGAR.

500,00 €
5752

MACHADO (JÚLIO CÉSAR) - LISBOA DE HONTEM
Escriptorio. Lisboa [Officina Typographica de J. A. de Mattos]. S/d. [1877?]. In-8º de 266 págs. Enc.
Obra de sumo interesse para a história de Lisboa.
Bonita encadernação com lombada e cantos em chagrin, porém de fraca execução técnica já que o livro não abre bem. Conserva as capas da brochura.
Exemplar em muito razoável estado de conservação, apresentando alguma acidez e pequena falha na pasta posterior.
1ª edição, invulgar e procurada.

VENDIDO
8414

MARDEL (LUIZ] - HISTORIA DA ARMA DE FOGO PORTATIL
Por... Capitão Instructor de Cavallaria da Escola do Exercito.
Lisboa, Imprensa Nacional 1887. In-4º gr. de 185-V págs. de texto e LVIII estampas. Enc.
Do "Prologo":

"A civilisação ainda não deu o almejado resultado da paz universal e da verdadeira fraternidade dos povos. Pelo contrario, quando mais têem avançado os conhecimentos da humanidade, tanto mais, obedecendo a uma ideia paradoxal, se têem accumulado os inventos mortíferos da guerra e ampliado os exercitos.
"A infanteria, nucleo e base dos exercitos, é a arma que por excellencia, é o elemento preponderante no exito das batalhas. Do armamento depende principalmente a sua tactica e superioridade. Assim todas as nações espiam, com solícita actividade, os melhoramentos que dia a dia vae adquirindo a arma de fogo portatil.
"O trablaho que apresentamos procura modestamente preencher n'este sentido a falta que em Portugal se faz notar de um livro que reuna as condições didacticas para o estudo seguido e comparativo de tão importante ramo da arte militar.
"Tratando das armas primitivas esboçâmos apenas as transformações que as approximam do armamento moderno, por julgarmos prolixo repetir o que se encontra em livros como o de Xylander e diversos artigos dos jornaes especiaes.
"Omittindo tambem a descripção de numerosos inventos de armas modernas, que não chegaram ao campo da pratica, insistimos em minuciosidades das que mereceram o beneplacito do mundo militar, sobretudo das que foram adoptadas nas diversas nações e fazem parte do armamento regulamentar.
"Se d'este trabalho, criticado e approvado officialmente, resultar utilidade para a classe militar, a que nos honramos de pertencer, ficaremos quite das locubrações e sacrifícios que nos impozemos".

Estudo precioso, ainda hoje de grande utilidade para estudiosos e coleccionadores de armas antigas, dividido em duas partes, ambas com frontispício próprio: a parte do texto que inclui 4 grandes estampas desdobráveis e o "Atlas", encadernado junto, com as suas magníficas 58 litografias a cores.
Sobre o autor e a obra, escreve Inocêncio (vol. XVI, 45): "Luiz Mardel ou Luiz Carlos Mardel Ferreira, nasceu em Lisboa em 1846. Seguiu o curso de marinha, mas quando era já guarda marinha requereu para passar ao exército com o posto de alferes, na arma de cavalaria, em 1871. Foi promovido a tenente em 1877 e a capitão em 1884. Tendo servido na escola do exército como repetidor, condecorado com o hábito de Avis e com a medalha militar de prata da classe de comportamento exemplar. Entrou para a academia Real das Ciências de Lisboa como sócio correspondente depois da publicação da sua segunda obra. A Historia da arma de fogo portátil é no formato de folio, tem 185 pag. e mais 1 de índice, 4 estampas litografadas, seguindo-se o Atlas com 4 pag. numeradas e 58 estampas cromolitografadas, contendo 454 figuras".

Encadernação antiga com lombada e cantos em pele verde.
Exemplar em bom estado de conservação, com ínfimos sinais do tempo, mas sem qualquer defeito a destacar; não tem assinaturas de posse, humidades, carimbos e/ou vestígios de xilófagos; a última estampas (nº 58) tem pequena falha de papel na margem que não afecta a parte impressa.
MUITO INVULGAR.

350,00 €
8739

MARTINS (ROCHA) - O MARQUÊS DE POMBAL DESTERRADO
1777-1782. Processos célebres da História de Portugal.
Edição da Emprêsa Nacional de Publicadade. Lisboa. 1939. In-4º de 345 págs. Br.
Estimada obra de Rocha Martins, ilustrada ao longo do texto.
Exemplar em bom estado de conservação, exibindo alguma acidez ao nível das capas da brochura e antiga assinatura de posse no frontispício.
Pouco vulgar.

VENDIDO
10960

MATA (JOSÉ CAEIRO DA) - HABITAÇÕES POPULARES
Estudos Econónicos e Financeiros.
Coimbra. Imprensa da Universidade. 1909. In-8º gr. de XI-I-256 págs. Enc.
3º Título da série "Estudos Económicos e Financeiros".
Índice: Introducção; I. O problema das habitações populares: aspectos; II. As habitações populares e a iniciativa provada; III. As habitações populares e a acção dos poderes publicos; IV. Soluções.
José Caeiro da Matta (1877-1963), prof. catedrático de Direito, ocupou, entre muitos outros lugares, o cargo de ministro da Educação durante o Estado Novo de Oliveira Salazar.
Encadernação antiga com lombada e cantos em pele. Não conserva as capas da brochura.
Em bom estado geral de conservação.
INVULGAR.

25,00 €
10863

MATTOS (RICARDO PINTO DE) - MANUAL BIBLIOGRAPHICO PORTUGUEZ
De livros raros, classicos e curiosos. Coordenado por... Revisto e prefaciado pelo snr. CAMILLO CASTELLO BRANCO.
Porto. Livraria Portuense-Editora. 1878. In-8º gr. de XII-582-I págs. Enc.
Trabalho clássico da Bibliografia Portuguesa e ainda hoje de útil consulta a livreiros, coleccionadores e bibliófilos. Bastante invulgar e estimado nesta sua primeira edição.
O excelente prefácio de Camilo decorre de págs. VII a X.
Antiga, elegante e rica encadernação inteira em pele, conservando as capas da brochura. Ligeiramente aparado à cabeça e carminado.
Exemplar em bom estado geral de conservação, apresentando normais sinais do tempo; a capa posterior tem pequenos restauros; o frontispício e a 2ª folha têm pequenas imperfeições; a lombada da encadernação tem pequena falha no canto superior esquerdo.
MUITO INVULGAR.

VENDIDO
11309

MELLO (A. J. DE MESQUITA E) - O QUE É O PORTO
Porto. Imprensa Civilização de Santos & Lemos. 1879. In-8º de 16 págs. Br.
Poesia jocosa, assumidamente bairrista e ferozmente anti-monárquica, onde a figura do Rei é despudoradamente ridicularizada.
Opúsculo em bom estado geral de conservação, sobretudo tendo em conta a sua fragilidade. Folhas com ínfimas falhas ocasionais de papel.
MUITO INVULGAR.

VENDIDO
10903

MELO (D. FRANCISCO MANUEL DE) - D. TEODÓSIO II
Duque de Bragança. Segundo o códice 51-III-30 da Biblioteca da Ajuda. Tradução e Prefácio de AUGUSTO CASIMIRO.
Livraria Civilização Editora. Porto. 1944. In-4º. de 258-VI págs. Br.
Título publicado na estimada colecção "Biblioteca Histórica - Série Régia", enriquecido com 3 estampas impressas em separado.
A nossa obra PERTENCE À INVULGAR TIRAGEM ESPECIAL PARA BIBILÓFILOS DE APENAS 200 EXEMPLARES, EM PAPEL DA COMPANHIA DO PRADO, DE MAIOR FORMATO, NUMERADOS (Nº 96) E RUBRICADOS PELO DIRECTOR DA BIBLIOTECA.
Bela encadernação com lombada e cantos em pele. Conserva as capas da brochura e está aparada ligeiramente e carminada à cabeça.
Em excelente estado de conservação.

60,00 €
11090

MENDONÇA (MARIA JOSÉ DE) - INVENTÁRIO DE TAPEÇARIAS EXISTENTES EM MUSEUS E PALÁCIOS NACIONAIS
Instituto Português do Património Cultural. Lisboa. 1983. In-4º de 245 págs. Br.
Apresentação de Natália Correia Guedes.
Estudo de grande mérito, impresso sobre bom papel e ilustrado com dezenas de fotografias a negro dos mais belos exemplares de tapeçaria existente em Portugal. O inventário inclui peças pertencentes a monumentos como, entre outros, Museu Nacional de Arte Antiga, Museu Nacional dos Coches, Museu Nacional Machado de Castro, Museu de Lamego, Palácios da Ajuda, Mafra , São Bento, Sintra e Necessidades, Sé de Lisboa, Paço Ducal de Vila Viçosa, etc.
Em bom estado de conservação.

20,00 €
9742

MILLIN (A. L.) - DICTIONNAIRE DES BEAUX-ARTS
Cet ouvrage fait partie de ceux adoptés par le Gouvernement pour la formation des Bibliothéques des Lycées. TOME PREMIER. Premiére Partie [a TOME TROISIÉME. Seconde Partie].
A PARIS, Chez J. N. Barba, Libraire, Palais-Royal. 1838. 6 vols. In-8º de 2389 págs. no total. Enc.
Dicionário de Belas-Artes muito popular na sua época e que conheceu várias edições. É constituído por 3 tomos e 6 partes, duas por tomo.
Encadernações oitocentistas com bonitas lombadas em pele e corte das folhas marmoreado.
O miolo está, de um modo geral, em bom estado de conservação, apresentando alguma ocasional acidez. As encadernações apresentam pequenas falhas e defeitos, sobretudo as do primeiro e último volumes e têm erros de numeração que foram corrigidos manualmente.
Conjunto completo e invulgar.

200,00 €
4553

MIRANDA (EDUARDO) & TÁVORA (ARTHUR DE) - EXTRACTOS DOS PROCESSOS PARA FAMILIARES DO SANTO OFÍCIO
Tomo I.
Grandes Atelieres Gráficos "Minerva". Vila Nova de Famalicão. MCMXXXVII [1937]. In-4º de 765-I págs. Enc.
Trata-se do 1º e único tomo publicado deste estudo de referência sobre a Inquisição em Portugal.
Bela e sólida encadernação com lombada e cantos em pele. Está ligeiramente aparado e carminado à cabeça.
Edição numerada e rubricada pelos autores (ex. nº 288).
Em bom estado de conservação, apresentando alguma normal acidez.
INVULGAR.

VENDIDO
11071

MONTEIRO (DOMINGOS) - NAU ERRANTE
Lisboa. [Tipografia "A Lusitana"]. 1921. In-8º peq. de 101-V págs. Br.
1ª edição do segundo livro de Domingos Monteiro (1903-1980), sem dúvida um dos maiores escritores nacionais do século XX.
Em excelente estado de conservação, inteiramente por abrir.
MUITO INVULGAR.

VENDIDO
1142

NEVES (ERNESTO) - OS DESCOBRIMENTOS PORTUGUESES: MEMÓRIAS DO PASSADO
Capa in-fólio com 16 reproduções de pinturas sobre a temática dos descobrimentos.
Edição de 500 exemplares (ex. nº329 ) numerados de 1 a 500 e rubricados pelo Autor.

100,00 €
4540

NOBRE (ANTÓNIO) - SÓ
3ª edição.
Livrarias Aillaud e Bertrand. Paris-Lisboa. Livraria Francisco Alves. Rio de Janeiro - São Paulo - Bello Horizonte. 1913. [Typographia de Aillaud, Alves & Cia. Paris]. In-8º esguio de 172-IV págs. Enc
Trata-se de uma das duas edições anunciadas como terceira, aparecendo a outra, em tudo idêntica a esta, sob a chancela da "Renascença Portuguesa". No entanto, no nosso entender, esta é a verdadeira 3ª edição da obra.
As graciosas ilustrações ao longo do texto são da responsabilidade de Júlio Ramos e Eduardo Moura.
Encadernação editorial, em material sintético com gravados.
Exemplar em bastante bom estado de conservação; tem pequena, antiga e quase desvanecida assinatura de posse no anterrosto.
INVULGAR.

VENDIDO
4541

NOBRE (ANTÓNIO) - SÓ
2ª edição.
Lisboa. Guillard, Aillaud & Cª. 1898. [Typopgraphia de Guillard, Aillaud & Cia. editores em Paris]. In-8º esguio de 172-IV págs. Enc.
Curioso exemplar com o rosto e o anterrosto normais da segunda edição de 1898, e ainda os da 3ª edição. Este facto é explicado numa nota manuscrita em caligrafia antiga no anterrosto, que passamos a transcrever:

"Esta folha foi-me dada por especial obséquio; tinha crescido[?] da edição (3ª) que quando eu fui procurarl-a estava esgotada. também o que eu pretendia era simplesmente a "Memória", a que mais abaixo me refiro.
"Ha duas terceiras edições - uma feita pela casa Aillaud & Cª (hoje - Aillaud & Bertrand) e outra feita pela "Renascença Portugueza".
"Esta folha de impressão foi [ilegível] do livro. Faz parte da 3ª edição, da "Renascença Portugueza" e foi-me dada pelo Álvaro Pinto, e eu desejei-a por ter a "Memória" que vem publicada na 1ª (primeira) edição e que na segunda (que é esta que eu tenho) muito estupidamente lhe cortaram, o que não se justifica por coisa alguma, pois que precisamente essa "Memória" é das coisas mais belas do livro".

Pelo que fica aqui explicado, a dita "Memória", que ocupa uma página, apenas aparece nas primeira e terceira edições, pelo que o antigo proprietário deste exemplar da 2ª edição, fez questão de a acrescentar, retirada de um exemplar da 3ª edição.

Bonita encadernação em sintético, com ambas as pastas gravadas a ouro.
Exemplar em bom estado de conservação; A pasta anterior e a lombada estão ligeiramente descoradas. Tem pequena e antiga assinatura de posse no anterrosto e anotação antiga a tinta ("2ª edição") no frontispício.
INVULGAR.

200,00 €
5063

NOBRE (ANTÓNIO) - SÓ
3ª edição.
Livrarias Aillaud e Bertrand. Porto-Lisboa. Livraria Francisco Alves. Rio de Janeiro-São Paulo-Belo Horizonte. 1913. In-8º esguio de 172-IV págs. Br.
Trata-se de uma das duas edições anunciadas como terceira, aparecendo a outra, em tudo idêntica a esta, sob a chancela da "Renascença Portuguesa". No entanto, no nosso entender, esta é a verdadeira 3ª edição da obra.
As graciosas ilustrações ao longo do texto são da responsabilidade de Júlio Ramos e Eduardo Moura.
Exemplar em fraco estado de conservação, para encadernar; capas com várias falhas e assinatura de posse, carimbo de posse na 1ª página em branco, sujidade nas págs. 82 e 83.
INVULGAR.

50,00 €
11041

O SANCTUARIO DO SENHOR DE MATTOSINHOS
Porto. Typographia da Palavra. 1884. In-8º de 32 págs. Br.
Opúsculo monográfico sobre o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, ilustrado com estampa em anterrosto.
Matérias:
I - [Introdução]. II - Mattosinhos. III - O Sanctuario. IV - Imagem do Senhor de Mattosinhos. V - Braço. VI - [Conclusão].
Exemplar algo fragilizado mas, mesmo assim, em muito razoável estado de conservação.
INVULGAR.

30,00 €
11114

OLIVEIRA (ERNESTO VEIGA DE) - INSTRUMENTOS MUSICAIS POPULARES PORTUGUESES
Análises e transcrições musicais de Domingos Morais, Carlos Guerreiro, Pedro Caiado, Pedro Caldeira Cabral e Rui Vaz.
Fundação Calouste de Gulbenkian. Lisboa. 1966. In-4º de 239-XXII págs. de texto e 86 págs. de estampas fotográgicas. Br.
Primeira edição desta obra de referência no campo da musica tradicional portuguesa e instrumentos musicais, impressa em bom papel e profusamente ilustrada ao longo do texto. Existe uma segunda edição de 1982.
Exemplar em bastante bom estado geral de conservação, conservando a sobrecapa de protecção mas com pequena possa no canto superior direito de todo o volume.
INVULGAR.

80,00 €
10902

OSÓRIO (D. JERÓNIMO) - DA VIDA E FEITOS DE EL REI D. MANUEL
Vol I. [& Vol. II]. Edição actualizada e prefaciada por Joaquim Ferreira.
Livraria Civilização-Editora. Porto. 1944. 2 vols. In-4º. de XXXII-318-II + 321-VII págs. Br
Subtítulo da obra: "XII Livros dedicados ao CARDEAL D. HENRIQUE seu filho por D: JERÓNIMO OSÓRIO, Bispo de Silves. Vertidos em português pelo padre FRA CISCO MANUEL DO NASCIMENTO".
Publicado na estimada "Biblioteca Histórica, Série Régia".
A nossa obra PERTENCE À INVULGAR TIRAGEM ESPECIAL PARA BIBILÓFILOS DE APENAS 100 EXEMPLARES, EM PAPEL DA COMPANHIA DO PRADO, DE MAIOR FORMATO, NUMERADOS (Nº 96) E RUBRICADOS PELO DIRECTOR DA BIBLIOTECA.
Belas encadernações com lombadas e cantos em pele. Conserva as capas da brochura e estão aparadas ligeiramente e carminadas à cabeça.
Conjunto em excelente estado de conservação.

120,00 €
1822

PESSOA (FERNANDO) - MENSAGEM
Edições Caixotim. Porto. In-8º. Enc.
Reprodução fidelíssima da 1ª edição de Mensagem, incluindo as capas da brochura originais, numa tiragem de 200 exemplares, numerados e assinados, dos quais só 40 entraram no mercado livreiro.
Impressão tipográfica em papel manufacturado, 100% algodão, com marca d'água, não aparado. A encadernação, inteira de pele (carneira), tem nervuras e gravação de ferro, a ouro, nas seixas e nas pastas. Guardas em papel marmoreado, de produção artesanal. O estojo de protecção, em madeira e cartão, reproduz uma pintura alegórica da artista Cynthia Guimarães Taveira. Na lombada da caixa, foi incrustada a marca do Editor, gravada em prata (ver imagem). Da referida artista é a pintura original que deu lugar à serigrafia, numerada e assinada, que acompanha cada exemplar, aposta por meio de um travessão em prata, contrastada.
Exemplar ainda embrulhado em papel de seda, fechado com lacre.
Peça de colecção, há muito esgotada, e que poucos bibliófilos terão o prazer de possuir.
MUITO INVULGAR.

600,00 €
8770

PINHEIRO (ARMANDO) - O QUE HÁ DE COMUM
[Todos os meus sonetos]. 4 desenhos de Armando Alves, Prefácio de Manuel António Pina.
Edições Caixotim. Porto. 2001. In-4º de 287-XIV págs. Enc.
Edição de luxo para bibliófilos com uma tiragem limitada a 50 exemplares, com capa em SUADEL, gravada a seco, numerados e assinados por ARMANDO PINHEIRO, ARMANDO ALVES e MANUEL ANTÓNIO PINA, os quais incluem em separado uma serigrafia de ARMANDO ALVES, a 8 impressões, no formato 21 x 29, numerada de 1/50 a 50/50 e assinada pelo Artista.
Edição primorosa, há muito esgotada, bem representativa da alta qualidade das edições Caixotim.
Como novo.

250,00 €
9732

PINTO (AMÉRICO CORTEZ) - DA FAMOSA ARTE DA IMPRIMISSÃO
Da Imprensa em Portugal às Cruzadas d'Além-Mar.
Lisboa. Editora "Ulisseia", Limitada. MCMXLVIII [1948]. In-4º gr. de 507-V págs. Enc.
Estudo monumental e de absoluta referência sobre a história da impressão e do livro. Aliás a própria obra em si constitui um marco das artes gráficas portuguesas do pós-guerra, impressa em bom papel encorpado, com frontispício a duas cores ao estilo setecentista e várias estampas em "hors-texte". Edição numerada e assinada pelo autor.
Encadernação editorial em cartão, imitando pergaminho.
Exemplar com o miolo em muito bom estado de conservação; a encadernação, ainda bastante sólida, apresenta alguma sujidade (por ser bastante clara) e pequenas marcas do tempo.

75,00 €
7306

POGNON (EDMOND) - CHÂTEAUX DE L'ANCIENNE FRANCE
Préface d'André Maurois. Texte d'Edmond Pogon.
Éditions de CRÉDIT LYONNAIS. Paris. 1957.
Bela obra, esmeradamente impressa, onde são descritos, em texto e imagem antiga, 80 castelos de França. O autor, Edmond Pognon (1911-2007), foi um respeitado medievalista francês, tendo assinado uma extensa bibliografia especializada.
"La présent édition, réservée aux amis du Crédit Lyonnais, constitue l'edition originale de l'ouvrage".
A edição é composta de uma caixa arquivadora 34cm x 25cm, capa de cartolina fina e folhas soltas, em que 80 são estampas impressas em "hors-texte" (16 a cores). As restantes folhas referem-se à "notice sur les châteaux" (8 págs.), ao prefácio de Maurois, ao frontispício e ao "d'avant-propos" (2 págs.).
Excelente exemplar.

50,00 €
11295

PREVET (FRANÇOIS) - LE RÉGIONALISME ÉCONOMIQUE
Conception et Réalisation. Préface de M. Étienne Clémentel.
Librairie de Recueil Sirey. Paris. 1929. In-8º gr. de VI-302 págs. Br.
Estudo sócio-económico relativo a França, ilustrado com 15 mapas desdobráveis.
Em bom estado geral de conservação apresentando alguma normal acidez.

25,00 €
6791

QUEIRÓS (JOSÉ) - CERÂMICA PORTUGUESA
2ª edição (Corrigida e aumentada pelo autor e pelos editores). I Volume.
Lisboa. MCMXLVIII [1948]. In-4º máx. de 339-X págs. de texto e 22 estampas. Enc.
Trata-se do 1º volume (de dois editados) da 2ª edição desta obra de referência, primitivamente dada à estampa em 1907, profusamente ilustrada a negro e a cores, ao longo do texto e em folhas à parte, de peças de cerâmica, marcas de fabricantes, etc.
Prefácio de Ricardo Espírito Santo Silva.
Exemplar em bom estado de conservação, numerado e assinado (ex. nº 640).
INVULGAR.

75,00 €
1113

QUEIRÓS (JOSÉ) - CERÂMICA PORTUGUESA E OUTROS ESTUDOS
Organização, Apresentação, Notas e Adenda Iconográfica à edição de 1907 por José Manuel Garcia e Orlando da Rocha Pinto.
Editorial Presença. Lisboa. 1987. In-4º gr. de 514 págs. Enc.
Trata-se da 3ª edição desta obra de referência. As edições anteriores são de 1907 e 1948.
Muito ilustrado com fotografias a preto e a cores de peças de cerâmica, marcas de fabricantes, etc..
Cartonagem editorial com sobrecapa de protecção.
Com pequena assinatura de posse na primeira página em branco.

50,00 €
1136

QUEIRÓS (JOSÉ) - CERÂMICA PORTUGUESA E OUTROS ESTUDOS
Organização, Apresentação, Notas e Adenda Iconográfica à edição de 1907 por José Manuel Garcia e Orlando da Rocha Pinto
Editorial Presença. 2002. In-4º gr. de 526 págs. Br.
Trata-se da 4ª edição desta obra de referência. As edições anteriores são de 1907, 1948 e 1987.
Muito ilustrado com fotografias a preto e a cores de peças de cerâmica, marcas de fabricantes, etc..
Cartonagem editorial.
Exemplar em bom estado de conservação; tem vestígios de pequena dobra na capa anterior da brochura.

50,00 €
8381

QUEIRÓS (JOSÉ) - MARCAS DA CERÂMICA PORTUGUESA
3ª edição.
Livraria Estante Editora. Aveiro. MCMLXXXVIII [1988]. In-4º de 173-VII págs. Br.
Reedição facsimilada deste importantíssimo estudo de José Queirós, ainda hoje de grande utilidade para coleccionadores, antiquários e estudiosos da cerâmica portuguesa.
Exemplar em bom estado de conservação.

30,00 €
10973

REDOL (ALVES) - A FRANÇA
Da Resistência à Renascença.
Editorial Inquérito Limitada. Lisboa. S/d [1949]. In-4º de 575 págs. Enc.
1ª edição deste estudo de Alves Redol, profusamente ilustrado ao longo do texto e em folhas à parte.
Bonita e sólida encadernação com lombada e cantos em pele.
Em bom estado geral de conservação.

VENDIDO
8237

RÉMY - MÉMOIRES D'UN AGENT SECRET DE LA FRANCE LIBRE
Juin 1940 - Juin 1942.
Raoul Solar, Éditeur. Monte-Carlo. [1947]. In-8º gr. de 552 págs. Enc.
O Coronel Rémy (1904-1984) cujo nome verdadeiro era Gilbert Renault, foi um importante membro da Resistência Francesa durante a 2ª Guerra Mundial.
1ª edição.
Encadernação recente com lombada e cantos em sintético. Conserva as capas da brochura e está ao de leve aparado por inteiro.

25,00 €
4703

RIBEIRO (E. DE QUEIROZ) - O ALGODÃO
Da Colheita à Industrialização. 1ª edição.
Porto. 1946. In-8º gr. de XV-375 págs. Br.
Do Prefácio: "(...) Até agora, quem entre nós quisesse estudar o algodão sob qualquer daqueles aspectos [classificação, propriedades das fibras, tipos mundiais de algodão], seria obrigado a folhear inúmeros tratados, normalmente escritos em inglês, ou as suas traduções, em espanhol, para, por fim, não conseguir reunir mais do que ideias gerais sobre o tema desejado.
"Procurando remediar, em parte, estas dificuldades, resolvi agrupar e coligir, num só volume, os assuntos mais palpitantes e necessários, apresentando-os e discutindo-os sob o aspecto que interessa, especialmente, à produção colonial e à indústria têxtil portuguesa (...)".
Obra de referência dentro da sua temática.
Exemplar em bom estado de conservação, exibindo alguma normal acidez a nível das capas da brochura.

20,00 €
11080

RIBEIRO (JOÃO PEDRO) - DISSERTAÇÃO// HISTORICO-JURIDICA//
Em que se examina,// se na cidade do Porto e suas immediações// possue a cathedral da mesma// algum terreno,// a que se possa applicar a letra ou espirito// dos §§ 3º e 5º// do Decreto de 13 de Agosto de 1832.
Coimbra. Na R. Imprensa da Universidade. 1834. In-8º de 27 págs. Br.
Opúsculo de grande interesse para a história do Porto, publicado anonimamente. A autoria parece ser, segundo Inocêncio, de João Pedro Ribeiro (1758-1834).
Exemplar em bom estado geral de conservação, atendendo aos quase 200 anos que leva de existencia.
RARO.

50,00 €
9074

ROBUSTO (RODRIGO WOLFANGO) - GOA, TERRA INDO-PORTUGUESA
(Documentário).
Edição do autor. 1953. [Composto e impresso: Tipografia Gráfica da Batalha. Porto]. In-8º peq. de 99-V págs. Br.
Exemplar em bom estado de conservação, parcialmente por abrir. Tem assinatura de posse no frontispício e dedicatória do autor.
INVULGAR.

VENDIDO
5009

RUBIO (P. FRAY GERMAN) - HISTORIA DE NUESTRA. SEÑORA DE GUADALUPE
O sea: apuntes históricos sobre el origen, desarrollo y vicisitudes del Santuario y Santa Casa de Guadalupe.
Año 1926. Industrias Gráficas. Barcelona. In-4º de 572-IV págs. Enc.
Obra de referência, esmeradamente impressa sobre papel couché e profusamente ilustrada.
Bela encadernação editorial em sintético decorada com ferros e dizeres a seco e a ouro.
Exemplar em muito bom estado de conservaçao; tem antiga assinatura de posse no anterrosto.

50,00 €
10398

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - A BATALHA NAVAL
Peça em 3 actos de ... Repertório da Sociedade de Escritores e Compositores Tatrais Portugueses.
Prelo. Lisboa. 1970. In-8º peq. de 72-II págs. Br.
Título décimo da colecção "SECTP", valorizado com dedicatória intimista do autor.
Em bom estado de conservação.
INVULGAR.

25,00 €
11117

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - A ESCOLHA ACERTADA E OUTROS ESCRITOS
Hugin. Lisboa. 2000. In-8º gr. de 150-II págs. Br.
Título publicado em 1ª edição na "Colecção Dramaturgia", sob a orientação de Luiz Francisco Rebello.
Exemplar em bom estado geral de conservação, valorizado com dedicatória intimista do Autor.

20,00 €
11302

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - ÁRVORES VERDES ÁRVORES
Desenhos de Cristina Malaquias.
Plátano Editora. Lisboa. S/d [1980?]. In-8º de 43-I págs. Br.
Décimo terceiro título da colecção "Plátano de Abril".
Em bom estado de conservação. Assinatura de posse no anterrosto.

10,00 €
11355

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - CONCEIÇÃO OU UM CRIME PERFEITO. A JORNADA. O VIAJANTE IMÓVEL.
Ulmeiro. Lisboa. 1980. In-8º de 175-III págs. Br.
1ª edição publicada na colecção "Barca Nova", série "Autores Dramáticos Portugueses", com fotografias de EDUARDO GAGEIRO. Com dedicatória impressa a Luis Pacheco.
Em bom estado de conservação, valorizado com dedicatória do autor e preservando a cinta promocional original.

VENDIDO
10440

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - O DESCONCERTO
Peça em um acto.
Moraes Editores. Lisboa. 1981. In-8º de 35-I págs. Br.
1ª edição, com capa de Vitorino Martins.
Bom exemplar.

10,00 €
10946

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - O DESCONCERTO
Peça em um acto.
Moraes Editores. Lisboa. 1981. In-8º de 35-I págs. Br.
1ª edição, com capa de Vitorino Martins.
Exemplar em bom estado de conservação apresentando alguns sinais de manuseamento e pequena assinatura de posse.

7,50 €
11059

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - O MAR NÃO PRECISA DE POETAS
Hugin - Editores, Lda. Lisboa. 1998. In-8º de 49-III págs. Br.
Título publicado em 1ª edição na "Colecção Nautívagos", ilustrado com desenhos do autor.
Exemplar em bom estado de conservação, valorizado com dedicatória de Salazar Sampaio.

15,00 €
11070

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - O MEU IRMÃO AUGUSTO E AQUI. DE PASSAGEM...
2 Peças de.... Teatro.
Sociedade Portuguesa de Autores. Publicações Dom Quixote. Lisboa. 1995. In-8º de 174 págs. Br.
Exemplar em bom estado de conservação, valorizado com dedicatória do autor.

20,00 €
11298

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - O VIAJANTE IMÓVEL
Plátano Editora. Lisboa. 1979. In-8º de 121-III págs. Br.
1ª edição, com capa e arranjo grafico de Daniel Dias, publicada na colecção "poliedro".
Em bom estado de conservação, valorizado com DEDICATÓRIA DO AUTOR.

20,00 €
11005

SAMPAIO (JAIME SALAZAR) - TEATRO, AINDA
Hugin - Editores, Lda. Lisboa. 1998. In-8º de 223 págs. Br.
Título publicado na "Colecção Dramaturgia", sob orientação de Luiz Francisco Rebello.
Exemplar em bom estado de conservação, valorizado com dedicatória intimista do autor.

20,00 €
3192

SANTOS (JOSÉ DOS) - CATÁLOGO DA IMPORTANTE E PRECIOSISSIMA LIVRARIA QUE PERTENCEU AOS NOTAVEIS ESCRITORES E BIBLIÓFILOS CONDES DE AZEVEDO E DE SAMODÃES
Enriquecido de notas bibliográficas e noticias de varias edições de muitas das obras descritas. E tambem de numerosos "fac-similes" de portadas, frontispicios, paginas, gravuras, registos de lugar e de data de impressão das mesmas obras, etc.
MCMXXI. Tip. da Empresa Literária e Tipográfica. Porto. 2 vols. In-4º de XII-690-II + VIII-870-II págs. Enc.
Introdução de Anselmo Braamcamp Freire.
Catálogo notável da mais preciosa biblioteca privada portuguesa de sempre.
José dos Santos descreve com toda a minucia e profissionalismo mais de 3700 espécimes bibliográficos quase todos raros e valiosos.
Ainda hoje este catálogo é referenciado para descrever certas peças, sendo portanto um imprescindível instrumento de consulta para quem lida com o livro antigo.
Encadernação simples em tela cinzenta; os dizeres estão escritos a ouro em rótulo de pele na lombada.
Conserva as capas das brochuras e tem interessantes anotações coevas a lápis ao longo do texto, nomeadamente os preços atingidos por cada lote.
Em bom estado de conservação.
RARO.

650,00 €
6983

SANTOS (MARIA JOSÉ DE MOURA) - OS FALARES FRONTEIRIÇOS DE TRÁS-OS-MONTES
Separata da Revista Portuguesa de Filologia Vols. XII, tomo II, XIII e XIV.
Coimbra. 1967. In-8º de 454-II págs. Br.
Estudo de mérito ilustrado com 15 mapas desdobráveis.
Bom exemplar; as 2 primeiras folhas têm vestígios de dobra.
INVULGAR.

40,00 €
2097

SANTOS (REYNALDO DOS) - FAIANÇA PORTUGUESA
Séculos XVI e XVII,
Porto. Livraria Galaica. 1960. In-4º gr. de 168-VIII págs. Enc.
Primeiro e único volume editado.
Obra conceituada e de invulgar aparecimento no mercado alfarrabista, ilustrada com várias dezenas de fotografias, muitas das quais em folha à parte.
Exemplar em muito bom estado de conservação mas sem a sobrecapa de brochura original.

100,00 €
10416

SANTOS (REYNALDO DOS) - O ESTILO MANUELINO
[Oficinas gráficas de Bertrand (irmãos), Ltª. Lisboa. 1952]. In-fólio de 67-III-IV págs. de texto + 65 flhs. de estampas. Enc.
Obra maior e de referência de Mestre Reynaldo dos Santos, profusamente ilustrada ao longo do texto e em folhas à parte, com exemplos dos mais notáveis espécimes arquitectónicos do estilo manuelino.
Texto em português, francês e inglês.
Bela e sólida encadernação editorial inteira em pele; a lombada e ambas as pastas estão decoradas com magníficos ferros e dizeres a ouro; conserva as capas da brochura.
Exemplar em óptimo estado de conservação. A primeira folha em branco tem vestígios de dobra no canto superior direito.

VENDIDO
8503

SANTOS (REYNALDO DOS) - OS PRIMITIVOS PORTUGUESES (1450-1550)
3ª edição, corrigida e aumentada.
Academia Nacional de Belas Artes. [Composto e impresso na Tipografia da Empresa Nacional de Publicidade]. Lisboa. 1958. In-fólio de 68 págs. texto + 190 págs. estampas. Enc.
Trata-se da 3ª edição, preferível às anteriores porque corrigida e enriquecida com três novas quadricromias. As duas primeiras edições são de 1940 e 1957.
Obra muito conceituada de Mestre Reynaldo dos Santos sobre a pintura portuguesa antiga, com estudos sobre, entre muitos outros, Nuno Gonçalves, Álvaro Pires, Francisco Henriques, Frei Carlos, Vasco Fernandes, Gaspar Vaz, Cristovão de Figueiredo, Garcia Fernandes, Cristovão de Morais, etc.
Ilustrada com perto de 200 reproduções a negro e a cores, algumas desdobráveis.
Excelente e sólida encadernação editorial inteira em pele. Conserva as capas da brochura e está dourado à cabeça.
Exemplar em bom estado de conservação.
Pouco vulgar.

200,00 €
8371

SEGURADO (JORGE) - FRANCISCO D'OLLANDA
Da sua Vida e Obras. Arquitecto da Renascença ao serviço de D. João III. Pintor. Desenhador. Escritor. Humanista. "Fac-simile" da carta a Miguel ângelo - 1553 e dos seus Tratados sobre Lisboa e Desenho - 1571.
Edições Excelsior. Lisboa. [Oficinas da "Sociedade Astória, Limitada". Lisboa. 1970]. In-fólio de 539-V págs. Enc.
Trata-se do mais estimado e completo estudo sobre Francisco d'Ollanda (1517-1585), um dos mais importantes vultos do Renascimento português, nos campos da arquitectura, escultura, desenho, historiografia de arte e ensaio.
Esmeradamente impresso sobre bom papel, este trabalho vem enriquecido com a reprodução a negro e a cores de inúmeros trabalhos do pintor, vasta documentação iconográfica, etc. Inclui ainda a reprodução integral do códice existente na Biblioteca da Ajuda, datado de 1571, e que compreende as obras "Da fabrica que falece ha cydade de Lysboa" e "De quanto serve a sciencia do Desenho e Entendimento da Arte da Pintura, na Republica Cristã assim na Paz como na Guerra".
Boa e sólida encadernação inteira em pele. Conserva intactas as capas da brochura e respectivas badanas e está apenas ligeiramente aparado à cabeça.
Exemplar em excelente estado de conservação, inteiramente por abrir. Inclui ainda o raro folheto promocional que quase nunca acompanha a obra.
INVULGAR.

150,00 €
2022

SEÑERI (PABLO) - EL// CONFESSOR// INSTRUIDO.
(...) Y traducida en nuestro Idioma// por// D. JUAN DE ESPINOLA BAEZA ECHABURU.// Dedicada// Al gran Apostol de la India// SAN FRANCISCO XAVIER.
COIMBRA. Na Offic. de Antonio Simoens Ferreira. Anno de 1751. In-16º de 368-II págs. Enc.
Exemplar em excepcional estado de conservação.
Encadernação recente em pergaminho.

120,00 €
2854

SEQUEIRA (GUSTAVO DE MATOS) & MACEDO (LUIZ PASTOR DE) - A NOSSA LISBOA
Novidades antigas dadas ao público por ... Com desenhos de Rocha Vieira e José Espinho.
Portugália Editora. Lisboa. S/d. In-8º de 412-IV págs. Br.
Estimada obra da autoria do grande olisipógrafo que foi Matos Sequeira.
As curiosas vinhetas de Rocha Vieira e José Espinho estão dispersas ao longo do texto.
Exemplar com o miolo em excelente estado de conservação mas com a capa de brochura defeituosa, sobretudo ao nível da lombada.
Primeira edição. Pouco vulgar.

35,00 €
6264

SIMÕES (J. M. DOS SANTOS) & OLIVEIRA (EMÍLIO GUERRA DE) - AZULEJARIA EM PORTUGAL NO SÉCULO XVII
TOMO I - TIPOLOGIA [& TOMO II - ELENCO].
Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa. 1971. 2 vols. In-4º gr. de 240 + 309-III págs. Enc.
Títulos publicados no âmbito da monumental série "Corpus da Azulejaria Portuguesa", formado por 6 volumes no total. O presente volume, o 4º da série, é constituído por 2 tomos.
1ª edição, impressa em bom papel e ilustrada com várias dezenas de estampas impressas em folhas à parte, a negro e a cores. Os desenhos e aguarelas são da autoria de Emílio Guerra de Oliveira.
Encadernação editorial em tecido com sobrecapa de protecção.
Exemplares em bom estado de conservação, com alguns normais picos de acidez ao nível das sobrecapas de protecção e primeiras folhas em branco.

150,00 €
5751

SIMÕES (J. M. DOS SANTOS) - MAJÓLICA ITALIANA DO PAÇO DE VILA VIÇOSA
Fundação da Casa de Bragança. MCMLX [1960]. In-4º gr. de 108-VI págs. Br.
Do Prefácio de João Couto: "Na introdução ao presente estudo, o engenheiro João dos Santos Simões explica como no ano de 1957 deram entrada, no Museu Nacional de Arte Antiga, peça de majólica italiana que se encontravam guardadas na arrecadação conhecida pelo nome de tesouro das Necessidades".
Esmerado álbum de arte, impresso sobre papel velino de fabrico português e ilustrado com numerosas fotogravuras de Mário Novais, a negro e a cores, impressas sobre papel "couché" inglês e em extra-texto. Ao todo são representadas e descritas perto de 60 belas peças de cerâmica italiana.
Exemplar em excelente estado de conservação, sem qualquer defeito a destacar.

100,00 €
7593

SIMÕES (J. M. DOS SANTOS) - OS AZULEJOS DO PAÇO DE VILA VIÇOSA
Fundação da Casa de Bragança. MCMXLV [1945]. In-4º gr. de 93-I págs. de texto e 10 estampas. Enc.
Estudo de referência sobre azulejaria, especificamente sobre a importante azulejaria do Paço Ducal de Vila Viçosa, ilustrado com 10 estampas impressas em folhas à parte, algumas desdobráveis e a cores.
Encadernação de luxo, inteira em pele, assinada "D. Silva" [Domingos Silva], decorada com nervuras e ferros gravados a ouro na lombada, tendo as pastas marginadas com delicados ferros também fundidos a ouro. Preserva as capas da brochura e está apenas ao de leve aparado e carminado à cabeça.
Exemplar em óptimo estado de conservação; na última página tem a seguinte anotação manuscrita, com bonita caligrafia e datada de 1946: "Este exemplar pertence ao Exmº Sr. D. Casimiro Giralt. Oferta do Conselho Administrativo da Fundação da Casa de Bragança".

VENDIDO
7589

SOARES (ERNESTO) - EL-REI D. FERNANDO II ARTISTA
Fundação da Casa de Bragança. Lisboa. In-4º gr. de XII-152-II págs. Enc.
A obra, esmerada e nitidamente impressa em excelente e encorpado papel creme, vem ilustrada com 25 belas águas-fortes originais, em separado, além, de outras estampas igualmente impressas em folhas destacadas do texto. Letras, ornatos e vinhetas de remate, de sabor romântico, são da autoria do Arquitecto Júlio Gil e de Duarte Nuno Simões. Direcção gráfica de Luiz Moita. Tiragem limitada a 600 exemplares numerados e assinados pelo autor.
Luxuosa e bela encadernação inteira em pele vermelha, com nervuras, rótulos e ferros a ouro na lombada, sendo as pastas circundadas por delicados filetes também a ouro. Conserva as capas da brochura e está carminado à cabeça.

250,00 €
5496

SOLLA (CONDE DE CASTRO E) - CERAMICA BRAZONADA
1928 1930.
Of Graf. do "Museu Commercial". Lisboa. [Aliás, J. A. Telles da SIlva. Lisboa. 1992]. 2 vols. In-4º gr. de IV-195-I e IV-194 págs. Enc.
Trata-se de uma edição fac-similada da primeira de 1928, impressa em excelente papel couché, com tiragem de 1150 exemplares numerados e assinados pelo editor.
Obra de sumo interesse para coleccionadores e estudiosos, ilustrada com 228 estampas reproduzindo raras peças de cerâmica brasonada.
Exemplares como novos.

200,00 €
9148

SONETO
Ao Senhor// JOZÉ FRANCISCO// DA CRUZ ALAGOA// Fazendo-lhe// Sua Magestade Fidelissima// A mercê do Foro de Fidalgo da sua Caza.
S/ Editor. S/d [séc. XVIII]. In-4º de 2 flhs. Enc.
Encadernado junto: SONETO// Ao Senhor// JOZÉ FRANCISCO// DA CRUZ ALAGOA// fazendo-lhe// SUA MAGESTADE FIDELISSIMA// A mercê do Morgado da Alagôa.
Encadernação antiga com lombada em sintético.
Excelente estado de conservação.

50,00 €
1230

TÁVORA (BERNARDO FERRÃO DE TAVARES E) - IMAGINÁRIA LUSO-ORIENTAL
Imprensa Nacional-Casa da Moeda. Lisboa. 1983. In-4º de 193-III págs. Br.
Obra de referência dentro da sua temática, há muito esgotada e de invulgar aparecimento no mercado alfarrabista.
Ilustrada com várias dezenas de fotografias a negro e a cores das mais belas peças de imaginária luso-oriental.
Bom exemplar.

75,00 €
11151

TEIXEIRA (JOSÉ) - O PAÇO DUCAL DE VILA VIÇOSA
Sua Arquitectura e suas Colecções.
Fundação da Casa de Bragança. 1983. In-4º de 320-VIII págs. Br.
Magnífico álbum esmeradamente impresso e profusamente ilustrado. Sem dúvida um dos mais completos trabalhos até hoje realizados sobre o Real Paço Ducal de Vila Viçosa.
Bom exemplar.

25,00 €
4552

THOMAS (ANTOINE LÉONARD) - OEUVRES DE M. THOMAS
De L'Académie Françoise. Nouvelle Édition. Revue, corrigée et augmentée. Tome Premier
Á Paris, de l'Imprimerie de Didot L'Ainé. 1792. 4 vols. In-8º peq. de 317-III + 323 + 306 + 318 págs. Enc.
Antoine Léonard Thomas (1732-1785) foi um poeta, ensaísta e académico francês.
Encadernações da época, inteiras em pele, com os dizeres gravados nas lombadas a ouro.
Conjunto, de um modo geral, em bom estado de conservação: pequena falha de papel entre as págs. 92 e 96 do 1º vol. sem afectar o texto; rasgão na pág. 159 do 2º vol., sem perda de texto; sinais de xilófagos entre as págs. 249 e 306 do 3º vol., sem afectarem a mancha tipográfica.
INVULGAR.

150,00 €
4036

TÓRGO (ALVES) - ALMANACH DO AGRICULTOR
Publicação destinada a lavradores e a criadores de gado. Dirigida por ... collaborada por Distinctos agronomos e medicos-veterinarios do Paiz. Primeiro anno-1885.
Porto. Livraria Universal de Magalhães & Moniz, Editores. [Porto:1885 - Typ. de A. J. da Silva Teixeira]. In-8º de VII-191 págs. Enc.
José Maria Alves Tórgo (1850-?) foi um conceituado veterinário e pedagogo, autor de diversas publicações no campo da agricultura, pecuária, etc.
1º número de 2 publicados.
Encadernação antiga em sintético conservando as capas da brochura.
Exemplar em bom estado geral; está ligeiramente aparado, tem alguns picos de acidez e bonito ex-libris de posse no anterrosto.
INVULGAR.

VENDIDO
3888

TORMO (PROF. ELÍAS) - MONUMENTOS DE ESPAÑOLES EN ROMA, Y DE PORTUGUESES E HISPANO-AMERICANOS
Por el Profesor ELÍAS TORMO. I Partes I a V [& II Partes VI a XIV].
Publicación de la Sección de Relaciones Culturales del Ministerio de Asuntos Exteriores. Madrid. 1942. 2 vols. In-fólio de XV-233-I + 65 fhs. de estampas e 258-III + 61 fhs. de estampas. Enc.
Luxuosa obra da autoria de Elías Tormo (1869-1957), sobre as obras de arte e monumentos de Roma, assinados por artistas espanhois e portugueses.
Livro impresso em bom papel e profusamente ilustrado em folhas à parte.
Edição de apenas 1000 exemplares numerados (ex. nº 323).
Belíssimas encadernações inteiras em pele com as lombadas e pastas decoradas com elegantes ferros e dizeres a ouro; conservam as capas das brochuras e estão apenas ligeiramente aparados e carminados à cabeça.
Exemplares em bom estado de conservação.

500,00 €
10959

VAL (LUIZ DE) - SEMPRE NOIVA
Traducção de Julio Rocha. [Volume I a Volume IV].
Lisboa. Bibliotheca Social Operaria. S/d. 4 vols. In-8º de 562-II + 575-I + 544 + 560 págs. Enc.
Obra completa em 4 volumes, ilustrada com dezenas de estampas impressas à parte.
Encadernações antigas com lombada em pele vermelha, decorada com ferros e dizeres a ouro. Não conservam as capas das brochuras.
Conjunto de um modo geral em bom estado de conservação, apresentando normais sinais do tempo; o 4º volume tem pequeno buraco provocado por queimadura e que afecta o frontispício e as duas primeiras folhas.

60,00 €
949

VALENTE (VASCO) - CERÂMICA ARTÍSTICA PORTUENSE DOS SÉCULOS XVIII E XIX
Livraria Fernando Machado. Porto. S/d. In-4º gr. de 243-III págs. Enc.
Bonita e bem executada encadernação com lombada e cantos em pele. Capas de brochura conservadas.
Obra clássica e muito apreciada sobre a temática da cerâmica e ilustrada com numerosas reproduções de retratos, documentos, peças de cerâmica, marcas de fábricas, etc.
Capítulos dedicados à Fábrica de Massarelos, Fábrica de Miragaia, Reais Fábricas do Cavaquinho e Fábrica de Santo António do Vale da Piedade.
Livro invulgar.

200,00 €
2690

VALENTE (VASCO) - CERÂMICA ARTÍSTICA PORTUENSE DOS SÉCULOS XVIII E XIX
Livraria Fernando Machado. Porto. S/d. In-4º gr. de 243-III págs. Enc.
Bonita e bem executada encadernação rencente com lombada e cantos em pele. Capas de brochura conservadas.
Obra clássica e muito apreciada sobre a temática da cerâmica e ilustrada com numerosas reproduções de retratos, documentos, peças de cerâmica, marcas de fábricas, etc.
Capítulos dedicados à Fábrica de Massarelos, Fábrica de Miragaia, Reais Fábricas do Cavaquinho e Fábrica de Santo António do Vale da Piedade.
Fotografias de A. Cerqueira, Américo Teixeira Lopes e Mário Novaes; Gravuras de Marques Abreu.
Livro invulgar.
Óptimo exemplar.

200,00 €
2088

VALENTE (VASCO) - O VIDRO EM PORTUGAL
Portucalense Editora. Porto. 1959. In-4º gr. de 207 págs. Enc.
Edição de 1000 exemplares numerados (ex. nº 683).
Obra fundamental para o estudo do vidro em Portugal, da autoria do director do Museu Nacional de Soares dos Reis.
Ilustrado com numerosas estampas impressas em papel couché reproduzindo várias dezenas de peças de vidro antigas, algumas da Vista Alegre.
Encadernação editorial em sintético.
Bom exemplar. Invulgar.

150,00 €
11133

VIANA (ANTÓNIO MANUEL COUTO) - MANCHA SOLAR
Guimarães Editores. Lisboa. [1959]. In-8º de 76-IV págs. Br.
Título publicado em 1ª edição na estimada "Colecção Poesia e Verdade".
Exemplar em bom estado geral de conservação; vestígios de pequena dobra no canto inferior direito, que pensamos ser já de origem, de páginas 65 a 72.
INVULGAR.

30,00 €
5738

VIDAL (MANUEL GONÇALVES) - MARCAS DE CONTRASTES E OURIVES PORTUGUESES
Desde o Século XV a 1950. Por... Prefácio de Prof. Dr. Reinaldo dos Santos.
Casa da Moeda. Lisboa. 1958. In-4º de VIII-VIII-560-VIII págs. Br.
"Edição comemorativa do Trigésimo Aniversário da entrada do DOUTOR ANTÓNIO DE OLIVEIRA SALAZAR para O Ministério das Finanças".
Reinaldo dos Santos: "O presente catálogo de marcas de ourivesaria portuguesa, é o inventário, há tanto tempo desejado, tanto pelos amadores e coleccionadores de pratas artísticas, como pelos próprios profissionais de ourivesaria (...) A história e evolução da ourivesaria portuguesa e dos próprios mestres a que ela deve o seu prestígio e glória, vai certamente ser renovada pelos historiadores fundados nas amplas indicações que este precioso livro encerra".
Obra de referência, profusamente ilustrada com reproduções de mais de 5500 marcas.
Primeira edição.
Exemplar em óptimo estado de conservação, inteiramente por abrir.
MUITO INVULGAR.

150,00 €
10182

VINNII JC. (ARNOLDI) - JURISPRUDENTIÆ CONTRACTÆ,// SIVE// PARTITIONUM JURIS// CIVILIS
Libri quatuor,// VARIIS OBSERVATIONIBUS// Ad usum forensem accommodatis illustrati.// EDITIO NOVISSIMA, AB ERRORIBUS// qui in precedentibus irrepserant diligenter expurgata.
VENETIIS. MDCCXXXVI [1736]. Ex Typographia Balleoniana. In-4º de XX-515 págs. Enc.
O autor, Arnold Vinnen (1588-1657), foi um jurista originário da Holanda, autor de extensa bibliografia especializada.
Bonita encadernação centenária, inteira em pele. A lombada está decorada com cinco nervuras e ferros e dizeres gravados a ouro.
Exemplar de um modo geral em muito bom estado de conservação; tem pequena e antiga assinatura na primeira página em branco e uma minuscula anotação no canto inferior direito do frontispício.
MUITO INVULGAR.

200,00 €
7588

VITERBO (F. M. DE SOUSA) - A ARMARIA EM PORTUGAL
Noticia documentada dos fabricantes de armas brancas que exerceram a sua profissão em Portugal. Memoria apresentada Á ACADEMIA REAL DAS SCIENCIAS DE LISBOA por Sousa Viterbo.
Lisboa. Por ordem e na Typographia da Academia. 1907. In-4º gr. de VI-176 págs. Enc.
No mesmo volume:
"A ARMARIA EM PORTUGAL. Segunda serie. Notícia documentada dos fabricantes de armas de arremesso e de fogo, bésteiros, viroteiros, arcabuzeiros, espingardeiros, etc., que exerceram a sua industria no nosso paiz. Lisboa. Por ordem e na Typographia da Academia. 1908. In-4º gr. de VI-187-I págs."

Estudo de grande envergadura, provavelmente o mais completo sobre o tema, com o registo de mais de 400 fabricantes nacionais de armas brancas e de fogo, do séc. XIV ao Séc. XVIII.
Obra completa nos seus 2 volumes e MUITO RARA já que a sua tiragem resumiu-se a apenas 100 exemplares.
Boa e sólida encadernação com lombada e cantos em pele. Conserva as capas da brochura do 1º volume e margens integrais.
Em excelente estado de conservação.

300,00 €
1333

VOCABOLARIO// ITALIANO - LATINO// PER USO// DEGLI STUDIOSI DI BELLE LETTERE// NELLE REGIE SCUOLE DI TORINO// - IN CUI SI CONTENGONO LE FRASI PIU ELEGANTI E DIFFICILI, I MODE DI DIRE,// PROVERBI EC DELL'UNA E L'AUTRA LINGUA;// CON IN FINE// LE FAVOLE, E I NOMI DELLE PRINCIPALI CITTÁ, CASTELLA// MARI, FIUMI, MONTI EC// EDIZIONE RECENTISSIMA,//
Che oltre le Aggiunte già fatte a detta opera, contiene le Voci Chimiche, di Vegetabili, di Minerali, e d' antica Erudizione. TOMO PRIMO [& TOMUS SECUNDUS]
Venezia. MDCCLXXXVIII. A Spese della Societá. 2 volumes. In-4º de XX-568 + XII-576 págs. Enc.
Excelentes encadernações da época, em inteira de pele, com lombadas decoradas com nervuras e ferros a ouro.
Pequenos defeitos marginais, mesmo assim em bastante bom estado geral.

250,00 €
6464

ZIMMERMANN (ERNST) - CHINESISCHES PORZELLAN
Und die úbrigen keramischen erzeugnisse chinas. I Band: text [& II Band: tafeln]. Zweite auflage.
Leipzig. 1923. Verlag von Klinkhardt & Biermann. 2 vols. In-4º gr. de 403-I págs. de texto (1º vol.) e 37 págs. de texto e 165 estampas fotográficas (2º vol.). Enc.
Obra de referência, ainda hoje de consulta obrigatória, ilustrada com centenas de fotografias de peças de porcelana chinesa.
Encadernação editorial em sintético. Conserva as sobrecapas de protecção, mas estando estas praticamente desfeitas.
Em tudo o resto os 2 volumes estão em bastante bom estado de conservação.

200,00 €
Página produzida pelo programa CaTema, de AFAsoft          © 2009 António F. Amorim